quarta-feira, 12 de setembro de 2012

ATIVIDADE DOS CURSOS DE LETRAS E PEDAGOGIA - 2º SEMESTRE DE 2012


Mais uma vez nos encontramos aqui no blog para debater temas de relevância para nossa formação pedagógica. Neste semestre, o texto orientador das discussões acadêmicas será do filósofo MÁRIO SÉRGIO CORTELLA. Tivemos o privilégio de ver uma apresentação dele na Feira do Livro realizada em Suzano no início deste ano, portanto, nada mais enriquecedor do que conhecer um pouco mais sobre este grande educador. Leia atentamente as colocações de Cortella e depois registre suas reflexões no espaço destinado aos comentários. 



A RELAÇÃO SOCIEDADE/ESCOLA: 

ALGUNS APELIDOS CIRCUNSTANCIAIS
Mário Sérgio Cortella

Por volta de 1632, Comênius enunciou uma desalentada análise de Educação que, de um ponto de vista desanimador, seria profundamente pertinente à nossa realidade atual:

“Desde há mais de cem anos, espalhou-se uma grande quantidade de lamentações sobre a desordem das escolas e do método, e, sobretudo, nos últimos trinta anos, pensou-se ansiosamente nos remédios. Mas, com que proveito? As escolas permaneceram tais quais eram. Se alguém, particularmente, ou em qualquer escola em particular, começou a fazer qualquer coisa, pouco adiantou: ou foi acolhido pelas gargalhadas dos ignorantes, ou coberto pela inveja dos malévolos, ou então, privado de auxílios, sucumbiu ao peso dos trabalhos; e, assim, até agora, todas as tentativas têm resultado vãs” (Comênio, 1985, p. 467-468)

Ignorância, inveja maldosa, desamparo e exaustão pessoal são as causas da “desordem escolar” indicadas nesse trecho pelo persistente educador tcheco; ele as apontou como fatores de responsabilidade individual pelos males educacionais, há mais de 4 séculos!
Contudo, se omitirmos o contexto e a autoria dessa análise, é muito provável que grande parte dos educadores no Brasil a assumisse como plenamente coincidente com a realidade de nossa Educação e até a considerasse como aqui elaborada recentemente. Como a Escola, devem ser acrescentadas determinantes sociais de nossa profissão.
Qual o sentido social do que fazemos? A resposta a essa questão está na dependência da compreensão política que tivermos da finalidade do nosso trabalho pedagógico, isto é, da concepção sobre a relação entre Sociedade e Escola que adotarmos.
Vamos nos deter um pouco sobre três dessas concepções que, grosso modo, representam posturas predominantes em vários momentos de nossa Educação e que, de alguma maneira, convivem simultaneamente (nas escolas e, muitas vezes, em cada um de nós).
[...]
O otimismo ingênuo atribui à Escola uma missão salvífica, ou seja, ela teria um caráter messiânico; nessa concepção, o educador se assemelharia a um sacerdote, teria uma tarefa quase religiosa e, por isso, seria portador de uma vocação. Na relação com a sociedade, a compreensão é a de que a educação seria a alavanca do desenvolvimento e do progresso; a frase que resume isso é “ o Brasil é um país atrasado porque a ele falta Educação; se dermos Escola a todos os brasileiros, o país sairá do subdesenvolvimento
[...]
Tal posição predominou quase isoladamente até meados dos anos 1970, quando começou a ser abalada pela influência de uma análise mais contundente do fenômeno educativo.
Entra em cena, nessa época, uma outra concepção, apoiada na noção central de que a educação é, isso sim, a tarefa primordial de servir ao Poder e não a de atuar no âmbito global da sociedade e, por isso, não é nada mais do que um instrumento da dominação. A esta visão daremos o apelido de pessimismo ingênuo.
Por contraposição à concepção anterior, esta defende a idéia de que a função da escola é a de reprodutora da desigualdade social, com um caráter dominador; nela o educador é um agente da ideologia dominante, ou seja, um mero funcionário das elites. Dessa forma, por ser a sociedade impregnada de diferenças garantidas por um Poder comprometido, a relação da escola com ela é a de ser um aparelho ideológico do estado, destinado a perpetuar o “sistema”
[...]
No início dos anos 1980 foi sendo gestada ma outra concepção que buscou resgatar a positividade das anteriores, procurando superar tanto a fragilidade inocente contida no otimismo desenfreado quanto o imobilismo fatal presente no pessimismo militante. A ela chamaremos otimismo crítico, ao pretender indicar o valor que a escola deva ter, sem cair na noção de neutralidade ou colocá-la como inútil para a transformação social.
Esta concepção deseja apontar a natureza contraditória das instituições sociais e, aí a possibilidade de mudanças; a educação dessa maneira, teria uma função conservadora e uma função inovadora ao mesmo tempo.
[...]
Para um otimismo crítico, o educador é alguém que tem um papel político/pedagógico, ou seja, nossa atividade não é neutra e nem absolutamente circunscrita. A educação escolar e os educadores têm , assim, uma autonomia relativa; podemos representá-la com a inserção da escola no interior da sociedade, com uma via de mão dupla e não como na primeira concepção, com a escola totalmente independente e nem como na segunda, com ela dominada inteiramente.
[...]
_________________
Comênius. Nome latinizado de Jan Amos Komensky (1592-1670), educador nascido na Moravia (parte da atual República Tcheca) e que buscou empreender reformas educacionais em seu país, na Suécia, Inglaterra, Polônia, Hungria e Países Baixos.

CORTELLA, Mario Sergio. A escola e o conhecimento: fundamentos epistemológicos e políticos. 14. Ed. São Paulo: Cortez, 2011.

288 comentários:

  1. Para inaugurar as discussões acerca das colocações do filósofo, deixo uma pergunta retórica a todos:

    SE VOCÊ NÃO EXISTISSE, QUE FALTA VOCÊ FARIA?

    Divirtam-se!!

    ResponderExcluir
  2. sidnei antonio nunes rgm 459114 de setembro de 2012 07:14

    Concordo com o filosofo Comênius quando diz que foi criado um rótulo em relação a "desordem escolar". A sociedade ao longo do tempo vem sofrendo quebras de paradignas sustentados por diversos fatores de interpretações do que é realmente "educar". No Brasil devido aos problemas sociais a escola passou a suprir deficiências que não deveriam resolvidas na escola, com isso, a escola perde o seu principal foco que é "compartilhar conhecimento". Vejo que novos fenomenos estão surgindo e sendo estudados com afinco. Temos uma parcela importante de profissionais da educação com presteza e dispostos para mudar o atual quadro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo Sanches 449624 de outubro de 2012 06:02

      Chego a acreditar caro amigo, que seja mais um mito do que verdadeiramente um rótulo, a questão do que é verdadeiramente educar eu acho que independe da condição sócio cultural, acredito também que com a tecnologização da educação é natural que novos fenômenos surjam para exatamente desmistificar e criar novos paradigmas

      Excluir
    2. RITA DE CASSIA PEDROSO 456531 de outubro de 2012 08:53

      A QUESTÃO DE "ROTULAR" É FREQUENTE NA SOCIEDADE DE HOJE, E NA ESCOLA NÃO SERIA DIFERENTE, PORÉM, A FORMAÇÃO DO CIDADÃO CONSCIÊNTE QUE ALMEJAMOS DENTRO DA ESCOLA DEVE SER PARA EFETIVAMENTE ANULAR A QUESTÃO DE ROTULOS, ASSIM , É POR NOSSO EMPENHO E MOTIVAÇÃO QUE ESSE PARADIGMA DESSE SER ALTERADO.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Angela Vaz 4º letras rgm:5216 disse sim o Brasil é um país atrasado porque a ele falta Educação, mas cabe a nós educadores e futuros educadores mudar esta concepção para que o país saia da posição de subdesenvolvido. o descaso na educação é grande , porém se trabalharmos juntos, sociedade e escola talvez podemos melhorar esta desordem escolar.

    ResponderExcluir
  5. CINTIA NOMURA RGM 4150 NOS EDUCADORES TEMOS UMA RESPONSABILIDADE ENORME PERANTE A SOCIEDADE POIS ACREDITO QUE O NOSSO PAÍS SO TEM JEITO COM UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E QUE ESTA COMECE DESDE CEDO COM AS CRIANÇAS,,,,

    ResponderExcluir
  6. CINTIA NOMURA RGM 4150 6 PED A CONCORDO COM VOCÊ ANGELA TEMOS QUE NÓS UNIR PARA ERADICAR O ANALFABETISMO FUNCINAL QUE EXISTE EM NOSSA SOCIEDADE,FATO QUE SER DIFICIL POIS POR MUITOS ANOS TRABALHAMOS PARA AFASTAR A SOCIEDADE DA ESCOLA AGORA VAMOS TER QUE TER PACIENCIA PARA QUE ESTA VOLTE E AJUDE A ESCOLA ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RITA DE CASSIA PEDROSO 456531 de outubro de 2012 09:01

      NOSSA FORMAÇÃO TEM UM OBJETIVO MUITO CLARO, A DE PROMOVER A EDUCAÇÃO E MEDIAR A APRENDIZAGEM DE CADA ALUNO, ASSIM TEMOS A RESPONSABILIDADE COM A SOCIEDADE NA FORMAÇÃO DE CIDADÃOS CRÍTICOS E PESQUISADORES.

      Excluir
  7. Gisele RGM 4286 6 PED...nos que estamos na area da educação, vemos o quando ainda existe falhas, mas mesmos com essas falhas nos nunca podemos esquecer da nossa responsabilidade nessa sociedade, e que nossas crianças podem ajudar muito para o desenvolvimento do nosso pais.

    ResponderExcluir
  8. GISELE, RGM 4286 6 ped...concordo com o Sidnei, que no Brasil a educacao passou a suprir deficiencias que nao deveria ter na escola e com isso perde o foco, mas com o nosso importante papel na educação demos que lutar para acabar com esses problemas....

    ResponderExcluir
  9. ALINE LEANDRO RGM:4306 6ºPEDAGOGIA A.
    ESTAREI INGRESSANDO EM BREVE NA EDUCAÇÃO,SEI QUE AINDA EXISTEM MUITAS FALHAS NESTA AREA PORÉM COMO FUTUROS PROFESSORES NUMCA PODEREMOS NOS ESQUECER DA RESPONSABILIDADE QUE ESTÁ POR VIM, E SE NÓS DEDICARMOS INTEIRAMENTE NA FORMAÇÃO DE NOSSAS CRIANÇAS NOSSO PAÍS POREMOS TER UM FUTURO DE QUALIDADE....

    ResponderExcluir
  10. ALINE LEANDRO RGM:4306 6ªPEDAGOGIA A

    EU CONCORDO VOÇE CINTIA NOMURA POIS É DE EXTREMA IMPORTACIA QUE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE SEJA GARANTIDA AS NOSSAS CRIANÇAS LOGO NO INICIO E NO RESTO DE SUAS VIDAS....

    ResponderExcluir
  11. Regina celia 6º pedagogia A RGM 434023 de setembro de 2012 13:33

    Devemos resaltar que a educação no Brasil tem que ser de òtima qualidade, para que tenhamos uma boa formação durante o decorrer de nossas vidas devendo se iniciar desde cedo.

    ResponderExcluir
  12. Regina Celia 6º pedagogia A RGM 434023 de setembro de 2012 13:47

    Concordo com a posição do Sidnei, pois no Brasil devido aos problemas sociais a escola passou a suprir deficiências que não deveriam ser resolvidas na escola, com isso ela acaba perdendo seu princial foco que é compartilhar conhecimentos mas devemos lutar para mudar esse quadro.

    ResponderExcluir
  13. No Brasil as escolas têm que suprir deficiências que não deveriam, perdendo assim a possibilidade de focar no que realmente é seu trabalho, o da "educação".

    ResponderExcluir
  14. FRANCINALVA RGM4270 6 PED A26 de setembro de 2012 15:29

    Realmente muitas criancas hoje vão a escola apenas para terem uma refeicao, deixando realmente de lado o aprendizado, mas isto é reflexo de uma sociedade manipulada pelas classes domonantes e que sofrem muito por não perceberem isto, Esta manipulacão acontece ja na escola, pois ate mesmo muitos educadores estão alienados e não buscam mudar este quadro triste que vivemos, mas ainda bem que nós futuros educadores temos a oportunidade de pelo menos comecar e tentar a mudar esta historia. Fazer das geracões futuras cidadãos que lutem por um futuro melhor. Que a educacào é o caminho, não tenho duvidas, desde que o ensino nas escolas seja igual para todas as classes sociais, afinal não é o que diz a lei.



























































    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A realidade é cruel, mas real a escola hoje não é apenas um lugar em que haja busca e troca de conhecimentos como deveria ser,muitas crianças vão há escola para se alimentarem. Mas concordo com a Francinalva que devemos acreditar na Educação de qualidade, e nós como futuras Educadoras devemos lutar para que mude essa realidade. É preciso acreditar em um futuro melhor e uma Educação digna para todos como diz a lei.
      Elzineide 6 de Peg A. RGM 4372

      Excluir
  15. JOANA DA CONCEIÇÃO 436927 de setembro de 2012 10:55

    Infelizmente o Basil não tem uma educação de qualidade, comparada aos outros países, mas acredito que nos últimos anos , aqueles que realmente se importam e entendem o quanto é importante que a educação melhore,estão buscando e correndo atras de melhorias, de novidades, de formações,embora ainda o professor não esteja sendo tão valorizado como deveria ser!!!:/

    ResponderExcluir
  16. JOANA DA CONCEIÇÃO 436927 de setembro de 2012 10:55

    Concordo com a Cíntia devemos ter uma educação de qualidade, para que as nossas crianças possam ter um futuro melhor e tenham autonomia para transformar o nosso país!!

    ResponderExcluir
  17. Priscila Macena 427127 de setembro de 2012 11:02

    A educação é importante para vida das nossas crianças, pois elas são o futuro do nosso país, e a escola tem a função de educar,talvez suprir algumas deficiencias,sim, mas não todas por exemplo fazer o papel dos pais...pq hoje em dia é assim a escola é um lugar para guardar as crianças,cuidar, ensinar,etc...é importante que todos entendam a função da escola, e que se unam,os pais, a sociedade, o corpo docente deve caminhar juntos, somente assim a escola fará o seu devido papel com maior qualidade, e todos quem sabe ficarão satisfeitos e o Brasil vai pra frente!!!

    ResponderExcluir
  18. Priscila Macena 427127 de setembro de 2012 11:03

    Concordo com a Gisele, devemos lutar para acabar com os problemas e não perder o foco da escola, e da importancia de uma educação de qualidade!!!

    ResponderExcluir
  19. Jéssica Alves Ped 2ºA,5912

    Hoje a Educação esta cada vez mais sendo deixada de lado por nossos governantes,se tornou um lugar chato e sem atrativos, cabe a nós futuros educadores,lutar para tentar ajudar as crianças a conseguirem ter um olhar com objetivo para o futuro.

    ResponderExcluir
  20. Michele 2148 6º Pedagogia B30 de setembro de 2012 13:25

    Concordo com a Cintia Nomura, que diz que nós educadores temos uma responsabilidade enorme perante a sociedade, acredito que ser professor de verdade, requer inovações e motivações para que nossos alunos possam se desenvolver cada dia mais, precisamos acreditar que podemos SIM mudar nosso país e que através de uma educação de qualidade nossas crianças podem se tornar cidadãos críticos e que podemos fazer a diferença na vida de nossos alunos. Se a escolha é ser professor, que sejamos professores capazes de ver as reais necessidades de nossas crianças e que á partir daí possamos ajudar neste déficit que a educação está deixando para o nosso país.

    ResponderExcluir
  21. Michele 2148 6º Pedagogia B30 de setembro de 2012 13:31

    A educação de qualidade sem dúvida nenhuma é a peça que falta para que nosso país cresça e se desenvolva e temos que apostar em nossas crianças e passar-lhes conteúdos e conhecimentos de qualidade para que elas possam ajudar no desenvolvimento de nossa nação.

    ResponderExcluir
  22. O Brasil é um país que ainda tem muito para melhorar em educação, pois só há melhorias quando existe uma harmonização entre a relação sociedade/escola e com envolvimento e compromisso por parte da família em participar da vida escolar de seu filho, de colocar limites e conscientizá-lo sobre a importância da educação em sua vida social.

    GABRIELE GUIOTTI DE FREITAS RGM:4233 6º PEDAGOGIA A

    ResponderExcluir
  23. Concordo com a Priscila, é importante que todos entendam a função da escola e também com a união de pais, alunos e sociedade todos devem caminhar juntos melhorando a educação

    GABRIELE GUIOTTI DE FREITAS RGM:4233 6ºA PEDAGOGIA

    ResponderExcluir
  24. Jacqueline de Souza Moura Ribeiro 4532 6ºB Pedagogia5 de outubro de 2012 16:29

    Infelizmente a escola tem suprido muitas necessidades não voltadas para a educação, e com isso se perde o foco e a importância de mediar os conhecimentos entre os alunos.
    Nós educadores temos a função de contribuir para uma educação de qualidade.

    ResponderExcluir
  25. JAQUELINE DE PAULA ORTEGA 5664 2º PEDAGOGIA A
    A educação no Brasil infelizmente perdeu seu valor e encantamento, os alunos não se esforçam para aprender e muitos professores só reproduze aquilo que o sistema opressor propõe.
    Quando surgi um educador disposto a mudar essa realidade, depara-se com as gargalhadas dos ignorantes ou com a inveja dos malévolos, como cita Comênio. Porém cabe a nós futuros educadores a não nos deixar abalar com essas críticas e buscar melhorá essa realidade, valorizando cada vez mais nossos alunos fazendo com que estes reflitam e formule juízos de valores buscando um futuro melhor.

    ResponderExcluir
  26. Andréa Castro Silva RGM=5883 2ºletras
    Com a visão do Dr. Mário Sérgio Cortella, da concepção entre a sociedade e escola, posso dizer que dependerá da compreensão politica que tivermos da finalidade do trabalho pedagógico. Assim como tem apresentado em sua palestra na Feira do Livro a frase “O impossível não é uma fato, é uma opinião”, logo posso dizer que tudo é possível, e que o educador representa uma parte fundamental nas mudanças que poderão ser feitas em relação entre Sociedade e Escola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mayara Lemes de Sousa RGM: 5626 2° LETRAS10 de outubro de 2012 08:10

      Concordo com você Andréa realmente o educador representa uma parte fundamental nas mudanças que poderão ser feitas em relação entre sociedade e escola. O educador pode mudar a triste realidade em que hoje encontra-se a educação no nosso país.

      Excluir
  27. Mayara Lemes de Sousa RGM: 5626 2° LETRAS10 de outubro de 2012 08:01

    Sabemos que o Brasil ainda sofre com vários problemas na Educação. Vários são os fatores que causam a “desordem escolar” o educador é um dos causadores dessa desordem. Acredito que muitos educadores ainda não tem ideia da importância que ele tem na sociedade. Muitos educadores enxergam sua função apenas como uma profissão e sabemos que o papel do educador vai além disso. O Brasil é sim subdesenvolvido. Cabe a nós, educadores e futuros educadores mudarmos essa realidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diane Silveira RGM 6188 2o Letras.

      O educador tem um papel fundamental no futuro dos alunos. É na escola que complementamos e até mudamos nosso modo de pensar. Para isso é preciso de profissionais compromissados e que acreditem que a educação é o único instrumento capaz de transformar uma sociedade. O papel do educador na escola contemporânea é sem dúvida, o de propor a reflexão e a busca incansável do conhecimento. É possível educar para o futuro, sim, desde que o professor faça o seu papel de formador e não de deformador de educando, infelizmente existem muitos professores que não fazem o trabalho pensando na formação de cada um para o mundo que estamos inseridos. Onde a informação bate a porta e muitos se recusam a procurar acompanhar as novas tecnologias, os alunos de hoje não são os mesmos de ontem ou de 10, 15 anos atrás a tecnologia traz a eles um conhecimento de mundo muito grande os educadores devem retribuir com informações que estejam a altura desse momento, só assim é possível chamar a atenção, fazendo com que o interesses pelos estudos aumente e criem novos estímulos.

      Excluir
  28. Sabemos que o Brasil é um país subdesenvolvido, e nós como educadores temos que lutar e contribuir para uma educação de qualidade. porque sabemos que a educação é o caminho para o desenvolvimento de um mundo melhor.

    ResponderExcluir
  29. valquiria carvalho machado 6° pedagogia A RGM 4409
    fico preocupada quando vejo tantos educadores usando a desordem na área da educação de muleta para fazer um péssimo trabalho,nós futuras pedagogas não podemos pensar assim estaremos atuando com vidas e filhos dos outros que não merecem ter uma educação sem qualidade por ignorância inclusive daqueles que estudaram para estar ali prestando um trabalho de qualidade para a sociedade, que temos problemas sabemos mas não podemos nos acomodar neles.

    ResponderExcluir
  30. valquiria carvalho machado 6° pedagogia A RGM 4409
    concordo com a Francinalva quando ela diz que até mesmo alguns educadores são alienados, porque é fácil ele se acomoda entra na zona de conforto e deixa a as coisas acontecerem de qualquer jeito, é preciso saber buscar novos meios mudar é preciso sim e sempre!

    ResponderExcluir
  31. Eu concordo com a Valquiria Carvalho quando diz coloca o coloca em foco o comentario da Francinalva sobre professores alienados e acomodados com a rotina, professores que não tem interesse em fazer a diferença isso é visto nos estagios que realizamos.
    mas isso não pode continuar devemos ester sempre preparados para novos desafios já que escolhemos seguir este caminho.
    ANA CAROLINA G. DA SILVA 6° A PED. RGM: 4188

    ResponderExcluir
  32. Ana Paula dos Santos RGM: 591512 de outubro de 2012 10:23

    Realmente, quando lemos o texto, podemos rapidamente fazer uma relação com o quadro encontrado na educação nos dias de hoje, a "desordem educacional", a grande maioria das escola sofre com problemas de falta de professores, de infraestrutura adequada e muitas vezes com profissionais com formação defasada, tudo isso se reverte em uma formação deficiente para o educando com muitas dificuldades, que mais tarde se tornam problemas de indisciplina e pouco interesse em aprender.

    ResponderExcluir
  33. Onilia Rgm:5672 Pedagogia.
    A educação perdeu seu valor diante de quem está no poder, professores se formando mas sem nenhum interesse em fazer a diferença. Com tudo que vemos acontecer nós futuros educadores, temos que ter sim todo interesse em fazer mudanças e lutar sempre por uma educação de qualidade.

    ResponderExcluir
  34. Percebo que no Brasil há um grande problema em relação à sociedade / educação. Muitas crianças vão às escolas obrigadas por seus familiares para garantirem sua ajuda de custo, ou seja, para garantirem o benefício “Bolsa Família”. Porém, esses mesmos familiares não explicam para essas crianças a verdadeira essência, a real importância da educação, talvez por nem eles mesmos saberem qual é essa essência.
    Ser educador hoje não é apenas alfabetizar, mas criar métodos para aproximar os pais aos alunos e também às escolas, proporcionando um ambiente saudável, onde todos sintam prazer em estar neste ambiente. Acredito que essa tarefa não é fácil, mas também não é impossível.
    O futuro de nosso país está nas mãos das crianças, e o futuro das crianças está em nossas mãos.
    ADRIANA FERNANDA S. MARTINS SANTOS 6119 - 2º PEDAGOGIA MATUTINO

    ResponderExcluir
  35. Aline Aparecida 420914 de outubro de 2012 05:26

    Educação!!! É facíl fechar os olhos e não se importar com uma Educação de qualidade para os filhos de outras pessoas, ou seja pessar no melhor para nós mesmos e não se importar com os demais...Porém como colocado no texto somos como sarcedotes, sendo educadores afim de querer suprir e sanar as dificuldades do nosso país aprendendo a fazer sem olhar a quem.

    ResponderExcluir
  36. Aline Aparecida 4209 6º pedagogia14 de outubro de 2012 05:31

    Eu concordo com a Valquiria Carvalho rgm:4409 e com a Francinalva quando elas colocam que é facíl esta alienado do que esta acontecendo e continuar na nossa zona de conforto, ou seja é necessario abrir os olhos e descruzar os braços e começar a agir para um futuro melhor para todos...

    ResponderExcluir
  37. AMANDA MORAIS DAMAS RGM:5856 PEDAGOGIA 2A
    Diante da realidade que vivemos fica claro que a educação esta perdendo seu valor, por isso nós futuros educadore devemos fazer a diferença para que haja uma educação de qualidade para nossas crianças.

    ResponderExcluir
  38. silvana camargo neves16 de outubro de 2012 08:10

    SILVANA CAMARGO NEVES RGM: 1606 CURSO LETRAS - 6º SEMESTRE

    A vida cotidiana apresenta-se como uma realidade interpretada pelos homens e subjetivamente dotada de sentido na medida em que forma um mundo coerente, um mundo que tem sua origem no pensamento e na ação dos homens, na qual linguagem é um importante papel, vivemos dentro de uma teia de relações humanas que marca as coordenadas da vida na sociedade e ensinar não é um mero ato de repassar conhecimento. A pedagogia deve deixar espaço para o aluno construir seu próprio conhecimento, sem se preocupar em repassar conceitos prontos, o que frequentemente ocorre na prática tradicional: como diz Paulo Freire, “ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção”
    como tambem é saber de todos,vamos fazer a diferença, afinal estamos nos farmando para melhorar a educação e não para continuar igual a que tanto reclamamos.

    ResponderExcluir
  39. Cristiane Alice dos S. Nascimento 6º semestre de Letras RGm 4708

    A educação é vista atualmente como um mal necessário, o qual os alunos são enjaulados dentro de escola com se fossem um nada. Algumas escolas têm mais grades do que as próprias prisões. É triste aceitar este cenário, é muito triste que a nossa profissão não seja valorizada e que a educação escolar passa por uma crise horrível por muito tempo, como se fosse uma luzinha no fim do túnel. Mas eu tenho a esperança se há uma luz, se há educadores e professores que lutam e trabalham para melhorar esta situação é porque vamos conseguir quebrar esse paradigma que a instituição escolar está falida. Ensinar ou Instruir é doar-se para outro, mediar o seu conhecimento, compartilhar um pouco que você sabe com os seus alunos e aprender com eles também. É confiar no seu trabalho e fazer a diferença um pouquinho cada dia.

    ResponderExcluir
  40. Joeli Pacecka 2ºsemestre de pedagogia rgm 5694

    De acordo com Cortella a educação tem sofrido uma “desordem escolar” onde tanto os alunos quanto nós educadores temos omitido as nossas responsabilidades em sala de aula e no âmbito social. Com isso deveríamos saber que a educação é primordial para o crescimento e desenvolvimento das nossas crianças, e com isso nós temos hoje uma deficiência na educação. Nós como futuros educadores podemos nos dedicar mais por nossa educação fazendo um papel melhor onde não passamos ficar omitindo a nossa realidade que a falta de educação pode nos causar vários problemas nas futuras gerações.

    ResponderExcluir
  41. Juliana Vicente 4224 6º Pedagogia A19 de outubro de 2012 09:39

    A visão de escola e professor para muitos tem perdido o seu valor a cada dia, com pensamentos de ignorantes que continuam afirmando que aquela"escola" de antigamente é melhor, mas não se dão conta que nem eles poderiam ter esse acesso. Atualmente contamos com uma escola para todos porém com restrições, e os educadores não tem liberdade de nem sequer planejar sua aula,sem contar que didáticamente renovar o seu ensino com base no que prevê os PCNs, fica preso parecendo um educador que não vê a hora de se aposentar.E com isso a escola continua mesma, sem estratégias que facilitem a aprendizagem dos alunos e alunos cada vez mais desmotivados e sendo obrigados pelos pais a frequentarem a escola. Essa é a realidade que Cortella demonstra em seu texto.

    ResponderExcluir
  42. Juliana Vicente 4224 6º Pedagogia A19 de outubro de 2012 09:55

    Concordo com a Francinalva as consequencias de uma má educação, crianças desmotivadas é um povo que vende o seu voto, e nem se dão conta. É isso que os governantes querem e nem valorizam a educação e muito menos o professor.

    ResponderExcluir
  43. Desirée Denser 2º Ped / RGM: 599220 de outubro de 2012 05:56

    A EDUCAÇÃO TEM UM PAPEL FUNDAMENTAL NA ATUALIDADE,PRINCIPALMENTE NA FORMAÇÃO DE CIDADÃOS PLENOS,CRIATIVOS,PESQUISADORES E CRÍTICOS, PARA TRANSFORMAR A REALIDADE EM UM PAÍS MAIS JUSTO E COM MAIS IGUALDADE SOCIAL.O PROFESSOR EM PRIMEIRO LUGAR,DEVE GOSTAR E ACREDITAR NAQUILO QUE FAZ, OU SEJA, ATRAVÉS DE SEUS ATOS E AÇÕES ELE SERVIRÁ DE MODELO PARA SEUS ALUNOS, POIS ELES SÃO COMO UM SOLO FÉRTIL, ONDE O PROFESSOR SEMEIA SUAS MELHORES SEMENTES, PARA QUE SE PRODUZAM BELOS FRUTOS. DESIRÉE DENSER

    ResponderExcluir
  44. Desirée Denser 2º Ped / RGM: 599220 de outubro de 2012 06:12

    A educação tem um papel fundamental na atualidade, principalmente na formação de cidadãos plenos, criativos, pesquisadores e críticos, para transformar a realidade em um país mais justo e com mais igualdade social.O professor em primeiro lugar, deve gostar e acreditar naquilo que faz, ou seja, através de seus atos e ações ele servirá de modelo para seus alunos, pois eles são como um solo fértil, onde o professor semeia suas melhores sementes, para que se produzam belos frutos. DESIRÉE DENSER

    ResponderExcluir
  45. Dayene - RGM 4977 - 4° LETRAS
    Não devemos julgar, pois o problema é de todos, e sim mostrar a importância da educação como um ato cultural.
    A educação só será melhor quando a família preservar novamente os valores desta cultura, e mostrar a importância dela para a criança em sua formação como individuo em uma sociedade.

    ResponderExcluir
  46. O que se observa é que o texto fala diretamente do problema que encontramos nas escolas atuais; a forma como o educador e o política fazem do problema educacional uma "batata quente" que passa de mão em mão sem destino, sem solução e sem culpados.
    Que a educação está com sérios problemas nós sabemos muito bem, e não é preciso ser educador para saber disso, está evidente. Todos falamos em mudanças, mas esquecemos um princípio básico, mudanças exigem atitudes. O que acontece com nós alunos que saímos graduados com ideais, aliás, o que acontece com esses ideais? É nisto que precisamos pensar!

    Raquel Moura RGM 5851.

    ResponderExcluir
  47. ELAINE 4899 - PED 6 sem.22 de outubro de 2012 10:24

    O autor comenta sobre o "otimismo crítico", ou seja, os professores têm que estar preparados para atuar não mais como "repetidores" das desigualdades sociais. Mas sim, auxiliar os alunos a perceberem as diferenças sociais (pois elas existem) e lutarem para transformá-la. Para que isso possa ocorrer o professor necessita de boa formação profissional, ser valorizado, e consequentemente, para que isso ocorra é fundamental o apoio do "Governo".

    ResponderExcluir
  48. FRANCINALVA 6° PED A23 de outubro de 2012 05:58

    gRAÇAS A DEUS VEJO QUE TODOS OS MEUS COLEGAS DA PEDAGOGIA TEM UM MESMO PENSAMENTO, NÃO SE ACOMODAR E FAZER A DIFERENÇA, ISTO É MUITO BOM, É SINAL QUE O FUTURO PODERÁ SER MELHOR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES. qUE SEMPRE TENHAMOS ESTA DETERMINAÇÃO, POIS EU PROCURAREI FAZER A MINHA PARTE, E VOCE FAÇA A SUA E ENTÃO TEREMOS UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.

    ResponderExcluir
  49. Maria Nilma Fernandes Carvalho 4399 6º Semestre

    Em um trecho do texto o autor cita que se todos tiverem educação o país sairia do subdesenvolvimento e também o “otimismo critico”, a educação é a base econômica, social e cultural de qualquer nação, quando não é colocada em primeiro lugar temos esse país de televisão e futebol, onde a educação, o conhecimento e a critica são deixados de lado.

    ResponderExcluir
  50. Maria Nilma Fernandes Carvalho 4399 6º Semestre PED.

    Concordo com a Elaine porque devemos auxiliar todos os alunos, independente das desigualdades e que o governo deve colocar dar mais apoio a educação.

    ResponderExcluir
  51. Elaine 4899 Ped 6 sem.24 de outubro de 2012 13:10

    Concordo com a Maria Nilma, a educação tem que ser primeira "colocada" no ranking de prioridades... não futebol e televisão.

    ResponderExcluir
  52. Dayane Limongi RGM:5489 Ped.4° semestre25 de outubro de 2012 07:15

    Para compreender o que é a história escolar de um aluno e por que alguns não conseguem aprender, é preciso levar em conta o sentido que o saber e a escola têm para o aluno, na sociedade. Que sentido tem para um jovem o fato de ir à escola, o fato de estudar ou não estudar na escola, o fato de aprender e compreender, seja na escola ou fora dela? Vai-se à escola para aprender ou para passar de ano? Para o aluno, quem é responsável do sucesso ou do fracasso escolar é ele próprio ou o professor? Para ele, o que é um “bom aluno”? E mais algumas questões que possibilitam melhor entender o cotidiano na sala de aula e, assim, diminuir o fracasso escola.

    ResponderExcluir
  53. Acredito que a educação seja a grande responsável pela vitória e de um país, de uma nação, educar é poder apresentar ao outro uma nova maneira de enxergar o mundo em que se vive, é aprender não só os códigos que permeiam nossa vida acadêmica e profissional, é poder refletir sobre nossa existência, quer coisa melhor que isso? É por isso que acredito que a educação sim, pode modificar de fato o homem.

    Hérica S Medeiros 6º Letras

    ResponderExcluir
  54. Cristiane Alice 470826 de outubro de 2012 07:30

    Acredito que a educação seja muito importante para o desenvolvimento do homem, pois é por meio do conhecimento que tudo pode ser modificado. A escola e os educadores podem contribuir muito nesse processo de desenvolvimento.

    ResponderExcluir
  55. Vários são os apelidos que podem nomear alguns pensamentos sobre a educação, todos possuem um fundo de verdade, dependendo do ponto de vista, mas o fato é que devemos nos preocupar sempre com a educação e com a forma que iremos ensinar, pois educação é com certeza um meio para mudar nossa realidade.

    ResponderExcluir
  56. Nos como futuros educadores devemos construir alunos formadores de crítica e opiniões,para mudar esse conceito de que a educação esta perdendo o valor , o que de fato esta.
    A educação é a base para qualquer individuo, e se ela permanecer desvalorizada o que sera das crianças no futuro? Devemos então sermos mediadores e leva-los aos verdadeiros valores e assim formar os pequenos em grandes cidadão conscientes, que saibam respeitar uns aos outros e a sociedade na qual estão inseridos. Esse deveria ser o papel daquele que tem a esperança de tornar o país mais justo e desenvolvidos e acreditar que educação tem o seu valor e é sim a verdadeira escola de formadores de cidadãos conscientes.
    LIDIANE STEFANI SILVA COUTO RGM:5650 2PED NOT.

    ResponderExcluir
  57. A responsabilidade de nós futuras educadoras é muito grande, portanto temos o dever de desenvolver um trabalho de qualidade.
    A escola não pode ser vista apenas como um lugar para que os pais possam deixar os seus filhos, deixando o ensino/aprendizado de lado, para os políticos isso é ótimo, quanto mais alieado melhor.
    Loeli 6°A Pedagogia

    ResponderExcluir
  58. Concordo com o Sidnei, a escola não pode perder o seu principal foco que é a de compartilhar conhecimento.
    Loeli

    ResponderExcluir
  59. A educação é o cerne de todas os acontecimentos no mundo,nada se conquista se não mediante ela,portanto,cabe a nós educadores e afins não desanimar e nem desacreditar que somos capazes de fazer a diferença.Devemos nos firmar naquilo que acreditamos quando ingressamos nessa área,que buscamos nos formar para contribuir com a sociedade com a formação de cidadãos críticos.

    ResponderExcluir
  60. Concordo com a Loeli quando ela diz que a nossa responsabilidade é muito grande ao desenvolvermos um trabalho de qualidade com os educandos.E devemos mesmo encarar essa tarefa com muita responsabilidade para não comprometer a educação ainda mais do que já está.

    ResponderExcluir
  61. Raquel Eliza 6º letras 413928 de outubro de 2012 19:44

    Todo educador é um formador de opinião, assim sendo tem de ser o melhor, dar seu melhor para o seu aluno, a qualidade no ensino é o que vai trazer ao nosso futuro pessoas capazes de cuidar do que é nosso. O futuro depende do hoje e a educação depende do professor, se este é compromissado com sua causa ela será verdadeira e ele então alcançara seu objetivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gisele pereira da silva rgm 4638 6º Letras,concordo com você Raquel,acredito profundamente no papel do professor como educador e formador de opiniões e por isso que nós futuro docentes devemos com amor e seriedade na nossa profissão,para que alunos possam adquirir conhecimentos por meio de nós.

      Excluir
  62. Cleudes Rocha D'vanaide 6º letras 481828 de outubro de 2012 19:59

    Todo conhecimento ajuda no desenvolvimento do homem, a importância da educação é grande. Em muitos casos essa educação é recebida pela criança na escola. O professor tem como objetivo implantar conhecimentos sócio-culturais na vida de seus alunos. Ajudando-os a formar opiniões,a ser autônomos sustentável.

    ResponderExcluir
  63. Gisele pereira da silva rgm 4638 6º letras

    A questão da educação no País,tem um papel importante na formação de cidadão.Nós como futuro professores temos que gostar e acreditar no desenvolvimento e crescimento dos alunos.

    ResponderExcluir
  64. Ana Paula de Oliveira Silva 4220 6ºA Pedagogia

    O professor é o mediador entre o aluno e o conhecimento, e tem muita responsabilidade na formação critica do aluno, porém creio que a própria formação do professor esta muito defasada, para que a qualidade de ensino nas escola melhore, temos que voltar ao inicio de tudo, e investir na formação dos professores, na valorização para que apos esse investimento, possa falar em qualidade de ensino nas escolas brasileiras.

    ResponderExcluir
  65. Ana Paula de Oliveira Silva
    Concordo com você Gisele, nos somos o exemplo para as crianças, temos que dar o melhor de nós, visando um futuro melhor com mais qualidade e menos ignorância para nossas crianças.

    ResponderExcluir
  66. Cristiane Alice dos Santos Nascimento RGM: 4708
    Data 26 de outubro de 2012 14:33

    Acredito que a educação seja muito importante para o desenvolvimento do homem, pois é por meio do conhecimento que tudo pode ser modificado. A escola e os educadores podem contribuir muito nesse processo de desenvolvimento.
    As pessoas precisam quebrar paradigmas e interagir com o novo momento em que vivemos. A escola precisa ser valorizada, ser vista como um bem para TODOS, o local onde há alguém disposto a COMPARTILHAR conhecimenos e experiências.

    ResponderExcluir
  67. Eunice de Melo RGM 4828 6°Letras

    30/10/2012

    A qualidade da Educação no Brasil ainda émuito baixa,o O Brasil ocupa o 53º lugar em educação, entre 65 países avaliados (PISA). São vários fatores que contribui para essa posição, entre eles: a falta de estrutura física, a falta de profissional qualifificado em todos os departamento escolar,por estes fatores e outros é que causa exautão, cansaço e etc. O que precisamos para melhorar é começar a pensar na estrutura física e o déficit de funcioários.

    ResponderExcluir
  68. Ana Karen 4678 6ºPED B
    Hoje a escola passou a ter obrigações que não cabem a ela ter, muitos pais passaram acreditar que valores que devem ou\e deveriam ser transmitidos por eles agora é obrigação da escola.È comum ouvirmos de pais "È isso que você aprende na escola?" quando a criança o desrespeita ou faz alguma birra, como se a escola fosse a única responsável pela educação daquela criança.
    A sociedade como um todo deve ter o olhar que a escola é um lugar de transmitir conhecimento do professor para o aluno e vice-versa e não “um deposito” de crianças, nós devemos manter sempre o foco naquilo que é realmente nossa obrigação e fazê da melhor forma possível.

    ResponderExcluir
  69. Larissa Tuani 475730 de outubro de 2012 20:36

    Concordo com o seu comentário Ana, pois muitos pais hoje em dia, transferiram a responsabilidade pela educação de seus filhos para a escola,transformando-a em "deposito de crianças" esquecem que o papel da escola é apenas preparar para o futuro, mas é esperado que a criança já venha com uma base pré formada de casa. É necessário que a família perceba desde já que quem irá acompanhar esta criança para o resto da vida, são eles e não a escola, percebendo que a escola, é apenas formadora de opiniões e conceitos, e não serve para corrigir os desrespeitos ou birras de uma criança.

    ResponderExcluir
  70. A educação no Brasil, ainda infelizmente é muito baixa e nem um pouco valorizada.E com isso o CORTELLA comenta sobre otimismo crítico, e sobre o educador que é alguém que tem um papel político/pedagógico, ou seja, nossa atividade não é neutra e nem absolutamente circunscrita.
    E assim por causa dos diversos problemas encontrado no nosso pais, a educação deixou a desejar, acredito que nos futuros professores temos tudo para que o ensino se torne melhor,acredito que a educação seja a grande responsável pela vitória e de um país onde todos possam fazer suas partes e suprir as necessidades de uma nação onde a escola precisa sim ser valorizada, É confiar no seu trabalho e fazer a diferença um pouquinho cada dia.
    Todos juntos em um mesmo propósito!!!!


    4ºSemestre LETRAS

    ResponderExcluir
  71. Danielle Verzinhace- 461631 de outubro de 2012 18:21

    Não acredito que a escola tenha virado uma "desordem", vejo que os novos educandos chegam a escola com uma nova concepção de educação, ou seja, a escola não é mais apenas um local de recepção de conteúdos e conhecimentos e sim de trocas, Trocas de valores, aprendizados, ensinamentos etc... e dentre esta nova concepção há "algumas" escolas que possam estar nesta tal "desordem escolar".

    ResponderExcluir
  72. SIDNEI NUNES 4591 6º B PED1 de novembro de 2012 07:41

    O MUNDO MUDOU, A SOCIEDADE MUDOU E OS CONCEITOS ESTÃO MUDANDO A TODO MOMENTO, O QUE É CERTO HOJE, AMANHÃ PODE NÃO SER MAIS E DEPOIS DE AMANHÃ AFIRMAM QUE NUNCA FOI CERTO. DIANTE DESTE QUADRO A ESCOLA TORNE-SE O CAMPO COM A OBRIGAÇÃO DE MANTER A ORDEM, A DISCIPLINA DEMOCRÁTICAMNETE SEM FERIR OS CONCEITOS QUE AS CRIANÇAS TRAZEM E ADAPTANDO AOS CONCEITOS DA EDUCAÇÃO FORMAL.TAREFA DIFÍCIL E ESTUDADA POR PENSADORES PARA SATISFAZER AS SOLICITAÇÃO DO NOVO MUNDO QUE BATE A NOSSA PORTA.

    ResponderExcluir
  73. Concordo com o Sidnei,a escola vem passando por uma mudança ano após ano, porque a sociedade é que muda, tem mudado os valores, as prioridades, as instituições escolares tentam manter sua ordem e o seu ritmo, se existe uma desordem talvez ela vem de fora da escola, muitos pais veem as escola como creche, local onde seus filhos ficaram para eles trabalharem e não como um local de ensino e aprendizagem. A escola é um local de troca de conhecimentos e formação de caráter.
    Alessandra Guedes Da Silva RGM: 6105 Matutino Pedagogia

    ResponderExcluir
  74. RAYSA 4291, 6° PED.A2 de novembro de 2012 10:30

    A educação de nosso país,não está sendo priorizada, os educadores além de não serem valorizados, alguns não apresentam qualificações. Nós como futuros educadores devemos lutar para mudar isso, quem mais sofre são nossas crianças, pois o direito quem elas tem de aprender, está sendo roubado. A educação em nosso país deve ser prioridade, para garantir aos alunos uma educação de qualidade.

    ResponderExcluir
  75. RAYSA 4291, 6° PED.A2 de novembro de 2012 10:36

    Concordo com a Davielle Verzinhace, quando diz que os alunos vão à escola para uma troca de conhecimento. Realmente com essa nova concepção professores e a escola ainda estão perdidos, dando um ar de desordem.

    ResponderExcluir
  76. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  77. SUSY OLIVEIRA LANARGM:5674 2°PED.A NOTURNO
    Sem dúvida os alunos vão para escola em busca de conhecimento. O Professor tem um papel fundamental nessa construção, cabe aos alunos se esforçarem para absorver o máximo que poderem de seus mediadores. Acredito que nem todos os Professores reproduz aquilo que o sistema opressor propõe. Nosso papel é formar cidadãos criativos, plenos e pesquisadores críticos que queiram transformar a realidade do nosso País com igualdade social mudandando essa triste realidade, sem se importar com as gargalhadas dos ignorantes que não fazem nada para que as coisas sejam diferentes.

    ResponderExcluir
  78. Ao longo da historia da educação varias mudanças aconteceram e o educador sempre sofreu assim como os próprios alunos. A realidade da educação de hoje é um reflexo daquilo que aconteceu no passado. Diante dessa desordem nós futuros educadores não podemos cruzar os braços e deixar que a história se repita. Acredito ser mais um que quer a mudança no ensino brasileiro e que quer lutar por essa mudança. A escola não deve ser um aparelho do estado, ela deve ser para todos e que tenha liberdade. Afinal a escola pode sim ser revolucionária.

    Marcelo V. Cavalcante RGM 5844 2ºPed. (Matutino)

    ResponderExcluir
  79. Jenifer Roberta Batista RGM: 5675 2º Pedagogia A - Noturno.

    Concordo com o Marcelo Cavalcante, pois a educação precisa de pessoas que façam a diferença e não que sigam o que é imposto pelo governo. Professores sofrem pela falta de interesse dos alunos e os proprios alunos tem sofrido porque aprenderiam muito mais com uma nova pedagogia.

    ResponderExcluir
  80. Danielle Queiroz 6º PED B4 de novembro de 2012 07:49

    Como nosso colega Marcelo Cavalcante afirma, a realidade da educação de hoje é mesmo um reflexo do que aconteceu no passado. Por isso com certeza nós educadores e futuros educadores devemos fazer a diferença, e mudar a situação da Educação em nosso país. A escola não deve ser só um ambiente para a aquisição de conteúdos, mas sim, um ambiente de troca de conhecimentos, aquisição de valores, etc.E nós devemos ser mediadores de conhecimento para esses pequenos cidadãos, pois são o futuro de nossa nação.

    ResponderExcluir
  81. A escola desempenha hoje um papel muito importante na sociedade, o de educar pessoas e torna-las capazes de pensar de refletir e de tomar decisões ela não e neutra. Nos como mediadores do conhecimento devemos nos adaptar ao contexto social na qual a escola estiver inserida e torna-la inovadora sempre. Cristiana santos RGM: 5972

    ResponderExcluir
  82. Há algum tempo, a educação deixou de ter caráter unicamente pedagógico e teórico, contemporaneamente, buscam transmitir valores sociais e transformar as pessoas em cidadãos conscientes e éticos.
    Elisângela Regina Fink Nakajima RGM 4556 6°Letras

    ResponderExcluir
  83. Acredito que a escola mudou sim, mas não mudou sozinha, a sociedade mudou, os valores mudaram, a família mudou, a igreja mudou, enfim todas as instituições importantes a qual todo indivíduo tem contato desde o nascimento mudou, as pessoas falam da falta de respeito e limites que as crianças hoje tem, mas temos que perceber que isso é apenas um reflexo de todas as mudanças, não há como evoluir sem contextualizar.
    Hoje vivemos outros tempos, o que cabe ao educador não é criticar, dizendo que "antigamente" era melhor ou pior, cabe ao educador fazer o melhor de si, para auxiliar seus alunos no processo de amadurecimento e responsabilidade, afinal não adianta apenas reclamarmos, já sabemos que o trabalho é árduo, então arregacemos as mangas e vamos rumo a transformação!

    ResponderExcluir
  84. Katia Mendes de Oliveira - RGM. 59855 de novembro de 2012 10:28

    A educação no Brasil é um assunto muito extenso, ao longo dos anos tenho observado o quanto ela evoluiu mais ainda tem muito por se fazer, mudanças são necessárias e cabe a cada um de nos futuros pedagogos o desejo de lutar se preciso for.

    ResponderExcluir
  85. Simone Bernardes RGM:48695 de novembro de 2012 14:25

    As colocações de Cortella sobre a educação, é baseada na enunciação de Comênius que fez uma analise da educação por volta de 1632, e que reflete nos dias atuais.
    As concepções abordadas apresentam a postura da educação naquele tempo, em que a escola tinha uma missão salvifica ou que a escola tinha de reproduzir a desigualdade social, em que existe a classe dominante. Enfim a união das duas concepções representa a educação atual, em que sabemos que há a classe dominante e que para muitas pessoas infelizmente a escola e a educação ainda são vistas como a alavanca do desenvolvimento e do progresso do Brasil.

    ResponderExcluir
  86. Regina dos Anjos RGM: 51705 de novembro de 2012 14:30

    Quando o assunto é a “educação”, percebe-se que os problemas vivenciados hoje não se iniciaram hoje, mas já vem perdurando por muito tempo, pois mediante a citação feita por Cortella (Comênio,1985) fica evidenciado essa questão: “Desde a mais de cem anos,espalhou-se uma grande quantidade de lamentações e desordem das escolas”.Tal fator deixa claro que a situação lastimosa das escolas nos dias atuais não é recente. É necessário que haja uma múltipla conscientização tanto da sociedade como daqueles que aderem a área da educação como profissão para melhoria desse problema.No entanto é importante ressaltar que tentar amenizar todas as deficiências que existem no âmbito escolar é algo árduo que não seria solucionado do dia para a noite,entretanto todos aqueles que almejam ser professores ou que já são devem fazer sua parte e lutar por essa conquista.

    ResponderExcluir
  87. Bárbara Maria de Oliveira - RGM: 41985 de novembro de 2012 17:04

    É muito bizarro como o texto de Comênius para ter sido escrito hoje em dia, pois se encaixa perfeitamente com a realidade das nossas escolas e educadores.
    E é como temos aprendido durante a nossa graduação: está nas nossas mãos o que vamos fazer da escola. Acredito que todas essas concepções não estejam erradas, pois a educação é sim uma alavanca para o progresso, mas depende do professor se a mesma será usada como instrumento de dominação, ela só é utilizada assim quando a educação não existe. Um indivíduo que foi educado para a cidadania, jamais será dominado.

    ResponderExcluir
  88. kely margaret kobayashi6 de novembro de 2012 07:40

    A responsabilidade do educador tem objetivos claros e nobres de mediar o conhecimento e assim ajudar na construção de um cidadão apto para se relacionar com o mundo onde esta inserido.

    ResponderExcluir
  89. Ana Karen Santos de Jesus 4678
    Muitas mudanças ocorreram dentro da escola e fora da escola, as pessoas mudaram e seus olhares para tudo que está em sua volta também, o comportamento das crianças também mudou, estamos o tempo todo mudando de opinião sobre determinados assuntos e assim também são as crianças já que elas são nossos reflexos e cabe a nós orienta-las mostrando quia dessas mudanças estão fazendo o bem para nossa sociedade.

    ResponderExcluir
  90. O inicio do texto me chamou atenção sobre a reflexão de Comênius feita há mais de quatro séculos atrás que mostrava que desde aquele tempo, já se apontavam causas para a “desordem escolar”, ele cita um exemplo clássico que ainda se ouve para quem inicia seus trabalhos na educação ou possui garra e vontade para fazer o melhor, que naquele tempo quem tomava alguma atitude para tentar melhorar era ridicularizado e até mesmo sofria represálias.
    Desenvolver bons projetos muitas vezes requer paciência, tolerância e muito empenho, atitude que se percebe que muitos educadores não têm. Um exemplo dessa situação caótica, e que muitas escolas vivenciam é a maneira que alguns professores lidam quando alguns alunos chegam na 5ª, 6ª, 7ª série e assim por diante sem saber ler e escrever muitos acham que não é problemas deles e se os profissionais das series iniciais não conseguiram alfabetizar não será eles que irão, infelizmente é o que se ouve e também que fazem.


    Andressa Silva Coelho - 4759 - 6º Letras

    ResponderExcluir
  91. Concordo com a Cristiane Alice, 6º letras, quando ela mostra que por meio da educação o ser humano desenvolve. Essa visão precisa ser arraigada em nossa sociedade, pois acredito que a educação ainda não é devidamente valorizada.

    Andressa da Silva Coelho, 4759 – 6º Letras.

    ResponderExcluir
  92. Marcos Costa 6º Pedagogia B. 47797 de novembro de 2012 12:58

    Bom, primeiramente não acredito que salvará a sociedade, pelo formato que se encontra, desde a estrutura física, que mais lembra um presídio ao projeto de sociedade pretendido pelo estado, que visa remediar sempre. Porém o espaço escolar é um momento único em que o luno está esperando do professor algo novo, novo como toda a informação, que se transforma cada vez mais rápido, na chamada era da informação.
    respondendo a pergunta. Eu sou importante para eu mesmo.

    ResponderExcluir
  93. kely margaret kobayashi7 de novembro de 2012 13:59

    Eu acredito que a educação terá mudanças consideráveis e que não sera´apenas na estrutura ,mas em todo seu contexto pois existe uma leva de educadores comprometidos com a educação chegando ai.

    ResponderExcluir
  94. Thaíse Vergílio 2°Pedagogia Matutino

    Acredito que nossa educação brasileira necessita mais de valorização pois enquanto reclamarmos nada irá mudar,sabemos e presenciamos famílias que não se esforçam para cuidar da educação de seus filhos, mas se nos limitarmos nesse contexto e não fizermos nada, vamos naufragar, pois alguém tem que ir adiante e parar de olhar para os defeitos e impedimentos, alguns educadores que marcaram a geração anterior e ainda marcam já fizeram sua parte,se faz necessário novos educadores que marcam essa geração com novas teorias e práticas, trabalhando o que se foi estudado no passado sempre, mas realizando novos métodos para novos educandos, lhe propondo alegria em estudar e caminhos para uma vida e educação melhor.






    ResponderExcluir
  95. Elisabete Cr Santos Ribeiro RGM5683 2º Ped.mat.8 de novembro de 2012 06:54

    Que bom que a preocupação de tantos anos atras não trouxe o desanimo geral. Significa que sendo a mesma de agora teremos a mesma persistência e esperança em educação de qualidade, que atinja a todos e forme cidadãos conscientes.
    Não acredito que o Brasil seja um país atrasado(atrasado é a India), a educação está sendo questionada em todo o mundo. No Brasil vejo avanços,porém uma série de coisas como funcionários efetivos(acomodados e de má vontade), cotas, interesses políticos, entre outros fatores, travam mudanças mais significativas. Muito tem que ser feito, mas tem muita gente competente e com boas intenções trabalhando para isto. Inclusive na formação de outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desânomo só não se abateu sobre aquelas pessoas que colocam acima de tudo suas convicções e valores garantindo a todos um direito que é para todos. Acredito que temos que continuar o caminho proposto por aqueles que conseguiram visualizar uma necessidade de continuar olhando a Historia numa perspectiava em otimizar e fazer valer o que de melhor esta posto, sem se prender a uma Historia fracassada, porem cheias de brilho, esperando que um grande milagre aconteça.

      Excluir
  96. VANESSA CAMILO ALVES, 6° SEMESTRE LETRAS; 4408

    Antôno estou com você.
    Antigamente a Educação era vista como símbolo de amor, os professores eram vistos como pessoas maravilhosas, hoje são heróis os que permanecem luando e acreditando que algo possa ser mudado.
    Mas não iremos desanimar. Prosseguimos acreditando que em algum momento alguém irá lembrar-se que é a partir dos conhecimentos transmitidos pelos professores que ainda existem pessoas lutando por um futuro melhor, e que apesar de as famílias estarem em plena confusão os professores ainda insistem em fazer algo diferente e acreditar no futuro.

    ResponderExcluir
  97. Denise Silva Rabelo, Pedagogia, RGM 10888 de novembro de 2012 11:17

    É fato e notório a necessidade de maiores investimentos e envolvimento por parte de todos os envolvidos na educação, isso desde o sistema ao professor e aluno, as mudanças estão ocorrendo dia após dia, não temos como mudar está realidade, cabe a todos da melhor maneira possível acompanharmos de forma civilizada e otimista, para assim revertermos a nossa real situação.

    ResponderExcluir
  98. TAMIRES BRUNA NOGUEIRA RGM4285 6PED A9 de novembro de 2012 11:43

    Nos educadores temos um papel de estrema relevância na escola de mediação do conhecimento para que o aluno construa seu conhecimento e por isso nos temos que acreditar em um futuro melhor para a educação, mas tem que começar na família para que escola e família acreditem numa escola melhor.

    ResponderExcluir
  99. TAMIRIS BRUNA NOGUEIRA RGM4285 6PED A9 de novembro de 2012 11:47

    Concordo com Andréia que a escola mudou junto com a sociedade onde os pais têm pouco tempo e os filhos ficam muito mais tempo na escola e a educação familiar acaba ficando por conta da escola e professores desta nova sociedade entram com um papel de muita responsabilidade.
    Nesse sentido o professor tem que buscar novas estratégias para conseguir lidar e mediar o ensino nesse mundo cheio de informações.

    ResponderExcluir
  100. TAMIRIS BRUNA NOGUEIRA RGM4285 6PED A9 de novembro de 2012 11:49

    Concordo com Andréia que a escola mudou junto com a sociedade onde os pais têm pouco tempo e os filhos ficam muito mais tempo na escola e a educação familiar acaba ficando por conta da escola e professores desta nova sociedade entram com um papel de muita responsabilidade.
    Nesse sentido o professor tem que buscar novas estratégias para conseguir lidar e mediar o ensino nesse mundo cheio de informações.

    ResponderExcluir
  101. Os alunos mudaram, assim como a escola, os professores, a nossa sociedade muda, isso significa que devemos trabalhar de acordo com a realidade dos alunos se esta é a “era” nada mais nada menos das inovações tecnológicas, podemos então atrair o aluno com aulas que utilizem esses meios. Acredito que o aluno do século XXI precisa ser estimulado com estratégias que façam sentido para ele.

    Andressa da silva coelho, 4759 - 6º letras

    ResponderExcluir
  102. Emerson Luiz do Carmo RGM: 31069 de novembro de 2012 15:27

    As considerações apresentadas por Cortela, acerca das ideias do filosofo Comênius, com relação as reflexões sobre a desordem na educação são muito antigas e transitam até os dias de hoje.
    Estamos em um período de mudanças sociais, que reflete de maneira impactante na educação. Mas essas mudanças são naturais, visto que a sociedade é um organismo vivo, em constante mutação, e a escola é a extensão de organismo, sofrendo as mesmas mudanças. As dificuldades apresentadas nas escolas, e a busca por soluções são os desafios que todos os envolvidos no processo de melhoria da educação enfrentaram.

    ResponderExcluir
  103. Aureni caldeira rgm:4844
    De acordo com Cortella a educação, tem sofrido uma desordem escolar,até nos dias de hoje nos deparamos com docentes e alunos omitindo as responsabilidades durante as aulas no ambiente escolar.No entanto nós como futuro profissionais da área da educação temos apresentar soluções e estratégias para uma educação de qualidade.

    ResponderExcluir
  104. O Brasil precisa de uma educação de qualidade, pois muitas crianças saem do 2 ano do ensino fundamental sem saber ler e escrever ,porém vem melhorando, o que não pode é o educador é os futuros educadores perder a esperança.

    ResponderExcluir
  105. Nos educadores temos um papel de estrema relevância na escola de mediação do conhecimento para que o aluno construa seu conhecimento e por isso nos temos que acreditar em um futuro melhor para a educação, mas tem que começar na família para que escola e família acreditem numa escola melhor.

    ResponderExcluir
  106. Simara rgm 4620 6° Ped
    A mudança na Educação é necessária e importante para nossa sociedade, mas acredito que cada um deve fazer o seu papel com empenho, fazendo a diferença, diferentemente de procurar culpados e se isentar de fazer algo. Principalmente o professor que tem o contanto direto com os alunos, que faz que o conhecimento se construa em suas relações. Pois o olhar deve mudar, deve fazer acontecer, o papel do educador é muito importante para sociedade.

    ResponderExcluir
  107. Fabricio Vital - 450512 de novembro de 2012 11:10

    Geralmente quando algumas situações como esta, isto é, um diálogo propositivo e virtual sobre o cotidiano escolar, no que se refere ao educador ou, então, a historicidade das ideias pedagógicas que influem nas concepções cotidianas de todos nós, sem dúvida torna-se muito importante, afinal são poucos os espaços em que nós guerreiros e guerreiras da educação dialogamos fraternalmente, mas com visões refutadoras que devem priorizar possivelmente e,talvez, potencialmente a (re)organização de pensamentos. Com isso, Mario Sergio Cortela, emerge como plataforma ao rico debate, no entanto, logo menciono que tal autor apenas é um entre as variedades de pensadores da educação, por sua vez, fruto do legado Freiriano, assim como muitos parece viver sobre pleno deleite da ORATÓRIA, vejamos seu livro, ou pelo menos os últimos, aonde tais conteúdos proporciona leitores de várias categorias profissionalizantes da sociedade contemporânea, ou seja, a CAPITALISTA. Sendo assim, as marcas de seu discurso - tanto em palestras como em sua escrita - desvelam quase uma AUTOAJUDA para àqueles ou àquelas que estão sobrevivendo a complexidade da realidade nos espaços escolares, além disso, o mesmo discurso proporciona uma luz no fim do túnel para o universo empresarial, sim, estes mesmo que todos os dias estudam formas e formulas de engendrar o meio educacional para desfrutar do dinheiro público para se enriquecer e nunca possuíram qualquer compromisso com a educação pública deste país. Desculpem-me caros leitores e colegas, mas o filosofo Mario Sergio Cortela, com sua oratória sedutora e "cognitiva" apenas nos tira do foco central, que em seu passado sempre foi objeto de suas preocupações, seja como educador ou como homem público, pois foi secretário de Educação da prefeitura de São Paulo, isto é, que ao pensarmos a educação em nosso país torna-se preponderante pensarmos como parte das mazelas do CAPITALISMO. Todo educador constrói-se nas diversidades da ideias epistemológicas que fecundam o debate acerca da educação, mas não só isso, precisa ter em seu bojo instrumentos que despertem ao compromisso político, não estou falando de ser um professor redentor que luta sozinho e torna-se um marketing de exemplo para todos(as) que querem segui-lo. Nada contra. Mas em sua maioria a história mostra que venham a se frustar ou se perdem nas velhas promessas ideológicas do estado ocupando um cargo e depois se desculpará usando sua vida como escudo. Tal dimensão do debate e minha opinião procura trazer aspectos que atribuem um educador que tenha ciência, não só de sua competência técnica, mas associado a isso um compromisso político pedagógico, político aqui no sentido singularmente crítico e ativo em seus espaços escolares e não partidariamente, que venha a se formar na prática cotidiana escolar e constantemente estudando as ideias pedagógicas em voga, mas sob o prisma não apenas Idealizada e de princípios filosóficos COMOVENTES e SUPRASEDUTOR, pois como disse o velho Marx: Toda TEORIA, por mais bem elaborada e pensada que seja é apenas uma TEORIA, pois em seu cerne é VERDE ou quase colorida, mas a REALIDADE é sempre CINZA em sua complexidade. Abs e obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
  108. Ao observar cometários de alguns amigos aqui pude perceber que muitos relatam que não devemos reclamar da educação, uma vez que nada irá mudar, acho isso ridículo, pois temos sim que reclamar da educação, mas temos que saber reclamar, não somente falar ao vento, temos que trazer propostas de mudanças, e mudanças compatíveis, que caiba no sistema do governo...
    A ESCOLA sofreu quebra de paradigmas ao longo dos seus anos alienados em diversos fatores de interpretações do que seria educar. Devido aos problemas sociais a escola passou a suprir deficiências que não deveriam ser resolvidas na escola, e sim em casa com a família, com isso, perdemos foco que é compartilhar conhecimento e ensinamento. As contribuições apresentadas por Mario Sérgio, referente as ideias do filosofo Comênius, com relação as reflexões sobre a desordem na educação são muito antigas e perpetuam até os dias de hoje.

    THIELI CIRSTINA 6º PED. A

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que a Educação está em constante processo de mudanças, a escola de hoje não será a escola de amanhâ e graças a deus por isso, concordo com a filosofa Maria Helena Patto quando disse em sua visita a Suzano que a Educação” não é um fracasso, sim um programa como um processo de desenvolvimento e mudanças", sem os acontecimentos na educação e sociedade não teríamos um processo de evolução, sendo assim também é possível dizer que uma escola pública de qualidade é "fato uma opinião". A minha existência está ligada a mudança de sociedade e da história da educação não tem como eu não existir já sou um dado histórico.
      Angela Maria RGM: 5888

      Excluir
  109. Áurea Carolina 6ºB 469913 de novembro de 2012 16:48

    Desde o primeiro dia de aula no curso de Pedagogia, ouço dizer que todos que participamos da construção de qualquer tipo de conhecimento de uma pessoa, agimos como "educadores". Isso de dizerem "Professor ensina, Pai educa" foi a frase mais obtusa que eu ja vi em toda minha vida. Se as crianças de nossa atualidade estão perdendo, ou até mesmo, deixando de receber, educação, noção de limites e direitos, nós temos o dever de promover esse tipo de educação.

    ResponderExcluir
  110. Márcia 4481
    Concordo com a Simara e também acredito que nós estamos vivendo diante de uma sociedade diferente.Estamos nos preparando todos os dias para aprimorar os nossos conhecimentos e buscar novos caminhos a todo o momento para fazermos a diferença e assim mediar o que for preciso e estiver ao nosso alcance.

    ResponderExcluir
  111. Acredito que nossa educação necessita de mudanças, e para nós educadores o desafio é um ensino de qualidade que integre todas as dimensões do ser humano.

    ResponderExcluir
  112. Concordo plenamente com a Andreia Dias Carvalho, todas as instituições que o ser humano tem contado muda, a sociedade muda constantemente, não pode ficar só fazendo críticas sem procuramos algum tipo solução.
    Não podemos ficar só pensando como a instituição escolar era no passado, como as crianças eram no passado, estamos vivendo no presente e precisamos buscar algum tipo de solução pesando no presente e no futuro.
    Cristiane Fernanda de Jesus Gomes 4419

    ResponderExcluir
  113. Realmente a sociedade muda constantemente, devemos procurar soluções e não apenas reclamar das consequências. Precisamos considerar o presente como algo algo que muda a cada dia, sem comparações com o passado, pois a escola muda e principalmente os alunos.
    Priscila Monteiro 4279

    ResponderExcluir
  114. Concordo com o que a Andreia disse, nossa educação realmente precisa de mudanças!!

    ResponderExcluir
  115. Acredito que temos muito a acrescentar na educação desde que comesemos a olha-la com um olhar mais detalhado e ver que muito mudou e tem para mudar. O ouro é provado pelo fogo, assim também é o educador comprometido. Cabe a todos tomar posse do que nos pertence e dar a qualidade da qual tanto se fala, em beneficio dos que estão cedentos esperando pelo milagre que sonhamos.
    Selma F. A. Maida rgm- 5665

    ResponderExcluir
  116. Adriana Paes da Silva Carvalho 2ºpedagogia noturno RGM 5624

    Apesar da realidade que estamos vivendo no Brasil nos educadores e futuros pedagogos temos que ter a esperança,e a certeza que a mudança é necessaria para a melhoria da sociedade.Acreditando que podemos passar a esperança de um futuro bom para as nossas crianças.

    ResponderExcluir
  117. Renata Barbosa 44271617 de novembro de 2012 14:37

    Acredito na Educação apesar da necessidade de mudança,não basta distribuir Escolas para todos e não entregar qualidade.
    É preciso desmitificar a educação publica é falha porque temos desigualdade social, todos são capazes de aprender indiferente de suas condições financeiras.

    ResponderExcluir
  118. Concordo com Renata Barbosa a educação é falha porque a sociedade deixou de acreditar nas escolas como um lugar de multiplicar saberes, transferindo toda a responsabilidade da educação para os educadores que atuam em sala.
    A mudança no mundo ocorre a cada segundo algo muda, pois bem vamos acreditar que é possível também a mudança na educação, vamos exigir educação de qualidade para todos um direito igualitário de aprender e reproduzir saberes.

    ResponderExcluir
  119. A situação da educação muito tem a ver com as políticas públicas adotadas que não conduzem com o devido esmero, metas e diretrizes para suprir as necessidades da educação. Isso, se somarmos a uma parcela de professores com formação inadequada, que saem despreparados das universidades, e que, por não se preocupar com a sua formação (que deve ser continuada), tornam-se incapazes de exercer o “otimismo crítico” (M.S. Cortella).
    Porém, é importante ressaltar, que mesmo diante da “desordem escolar” existem profissionais engajados em propostas e projetos significantes em prol de poder fazer a diferença e que acreditam que sim, é possível devolver para a sociedade, cidadãos capazes de exercer com autonomia a sua cidadania.
    Denise - RGM 4863

    ResponderExcluir
  120. Gabriela Barbosa Soares RGM 467619 de novembro de 2012 03:28

    Acredito que toda essa discussão sobre educação de qualidade, mudanças, deveres e direitos e classe social tem sido repetitiva. Talvez, se ao invés de tanto falar, tando justificar deveríamos mesmo, se realmente quisermos uma educação melhor e de qualidade correr atrás e fazer a diferença. Como a Denise citou, existem sim profissionais afim de mudar, então vamos voltar o olhar para eles, para os bons projetos. Já é um passo para a tão esperada mudança e melhora!

    ResponderExcluir
  121. IVANETE VIEIRA LOBO; 4441
    COM CERTEZA GABRIELA O QUE ESTÁ FALTANDO NA SOCIEDADE É FAZER MAIS DO QUE FALAR, AS PESSOAS JULGAM OUTRAS POR CAUSA DE RELIGIÃO, TIME, IDADE, CULTURA OU PERSONALIDADE E ISTO É ERRADO!

    ResponderExcluir
  122. Débora 4406 6º ped A



    É bem verdade, que de nada se difere a concepção de escola/educação citada por Comênius. Tal desordem apresentada pelo autor como ele bem diz, é resultante de determinantes comportamentos sociais ao longo dos séculos. Àqueles cuja função é educar, devem fazê-la de maneira a estimular a criticidade acima de tudo, não apenas reproduzir conteúdos e métodos engessados. Não deve, portanto o educador ser visto como o detentor de conhecimentos, mas sim como o facilitador/mediador de aprendizagem, no qual, a aprendizagem ocorre nas inter-relações do indivíduo com a sociedade ao seu redor. O problema é que, ao alcançarmos tal modo de educar, estaremos “criando” sujeitos pensantes, o que para a sociedade, mais precisamente para o sistema dominante, não é uma coisa boa, talvez por isso o quadro atual da educação pública vai ao encontro das duas primeiras concepções citadas no texto.
    E como diz o próprio filósofo Cortella: “ O mundo que deixaremos para nossos filhos, dependerá dos filhos que deixaremos para o mundo”... imaginem esses filhos como cada aluno nosso!

    ResponderExcluir
  123. Débora 4406 6º ped A

    Concordo com a Denise, cabe a nós professores proporcionar o máximo de condições para que nossos alunos aprendam e "apreendam" o conhecimento que foi construído para assim ter maior autonomia e poder se tornar um ser crítico, pensante e ativo em nossa sociedade.

    ResponderExcluir
  124. Adriana Pereira R. da Silva RGM: 5202 4º ped. A21 de novembro de 2012 08:05

    Eu não acredito que nosso país não é desenvolvido por causa da educação, a educação tem sim que ter mudanças e mudanças urgente mas o nosso país não é desenvolvido por causa do descaso dos representantes de nosso país que ao invés de pensar em fazer a diferença na educação brasileira só pensa em fazer e reformar estádios para a copa do mundo, que talvez será uma vergonha, pois gastam tantos milhões em estádios de futebol e esquece do principal e do mais urgente que é educação, saúde, segurança.
    Acredito que nossa educação necessita de mudanças, e para nós educadores o desafio é um ensino de qualidade que integre todas as dimensões do ser humano.
    No Brasil as escolas têm que suprir deficiências que não deveriam, perdendo assim a possibilidade de focar no que realmente é seu trabalho, o da "educação".

    ResponderExcluir
  125. Acredito que ao tratar da educação, deve-se ter a qualidade,pois a escola juntamente com a equipe de professores aprimora o conteúdo cada vez mais, com novas propostas e metas .Porque ainda existem profissionais com qualidade e que podem fazer diferença no ensino aprendizagem, ao referir-se no desenvolvimento de cada criança.

    ResponderExcluir
  126. Concordo com a Denise, pois o professor precisa mesmo aplicar o conteúdo de melhor maneira possivel, para que seus alunos aprendam com mais eficiência e saiam da escola sabendo ler e escrever corretamente.

    ResponderExcluir
  127. Sou capaz de afirmar que estamos gatinhando no que diz respeito a Educação, somos um país novo e pecamos muito quando resistimos a mudança, no entanto, alguns pensadores já perceberam o quanto devemos quebrar este paradigma. No passado acreditavamos em uma metodologia (CARTILHA), hoje vivemos outra realidade e amanha iremos nos deparar com outra cabe aos profissionais da Educação senso real de adequação.

    ResponderExcluir
  128. Tatiane Gama - 4º de Letras - RGM:4934
    Infelizmente o problema da educação não vem de hoje, a cada dia a situação piora mais.
    Cortela em seu texto deixa bem claro que nós como futuros professores temos sim uma grande responsabilidade de mudar isso.
    A educação ainda é a SOLUÇÃO para este país, hj vemos que é uma area desacreditada, mas se nós com nossos metodos e disciplinas podemos sim fazer uma grande diferença na educação que resultará na sociedade.

    ResponderExcluir
  129. JANAINA MOURA R. DA SILVA-2º PEDAGOGIA MATUTINO- RGM:5716

    A sociedade vem sofrendo quebras sustentadas por interpretações do que realmente é educar. Foi criado um rótulo em relação a desordem escolar,e a maioria das crianças vão a escola somente para terem uma refeição, mas isso é por causa da sociedade que muitas vezes é manipuladora, e também muitos educadores não estão preocupados em mudar o quadro triste, mas nós como futuros educadores temos que tentar, eventurar-se fazendo mudanças, para que a geração futura possa ser melhor, e melhor a cada dia.

    ResponderExcluir
  130. sidnei antonio nunes 6º B 459127 de novembro de 2012 06:26

    De tempos em tempos surgem "salvadores" e nesse momento da história do Brasil surge alguém que todas as pessoas serias e ordeiras gostariam de ser, surge um ministro com os culhoes roxos e muita personalidade que presa pela honestidade e fala a língua do justo. A fala do ministro Joaquim Barbosa é tão simples que qualquer pessoa é capaz de entender, pois, para o ministro existe o certo e o errado, não tendo a necessidade de compensar o erro com palavras bonitas na tentativa de justificar o injustificado.

    ResponderExcluir
  131. Thais Evelin 4578 6ºB28 de novembro de 2012 04:27

    Acredito que temos muito a acrescentar na educação , pois nos como educadores temos um papel de estrema relevância na escola de mediação do conhecimento para que o aluno construa seu conhecimento . Estamos cientes que aconteceram varias mudanças e o educador sempre sofreu assim como os próprios alunos. A realidade da educação de hoje é um reflexo daquilo que aconteceu no passado e precisamos pensar e mudar para melhor a educação de todos.

    ResponderExcluir
  132. Concordo com o Sidnei estamos engatinhando no que diz respeito a educação, já progredimos muito e cabe nos futuros educadores tentar progredir cada vez mais a educação no Brasil

    Karla karolina RGM:4454

    ResponderExcluir
  133. Esta questão é realmente filosófica como a professora Paula acabou de mencionar, porém ela extrapola os limites da filosofia a partir do momento em que analisamos a situação atual da escola pública. É fato que o acesso a informação trouxe benefícios e malefícios à sociedade, mas ainda sou daqueles que pensa na informação aos interessados.

    ResponderExcluir
  134. Maria Cristina Vidal 6° letras rgm 4387

    De acordo com Cortella a educação não esta sendo valorizada o quanto deveria ser,o que vemos é assustador,o aluno vai a escola sem motivação.Sabemos que a educaçãoé necessaria para o desenvolvimento e carater dos cidadãos,e se nós professores e os senhores governantes não fizermos nada esse quadro não irá mudar.Por tudo isso que esta acontecendo,vamos tentar fazer a diferença,afinal estamos nos formando para melhorar a educação cada vez mais.

    ResponderExcluir
  135. A educação encontra-se em perigo devemos fazer algo para mudar esse quadro nós como futuros educadores temos que tentar resgatar a educação de qualidade que nós todos queremos.

    ResponderExcluir
  136. Acredito que a situação da educação no pais deve se uma administração descompromisada do poder político que acaba desestimulando alguns profissionais da àrea. A educação esta tendo que supri necessidades que não é de sua responsabilidade acabando deixando de lado suas reais propostas.

    ResponderExcluir
  137. Concordo com a Denise na questão do poder político deixar de fazer sua parte com deveria e tambem na questão que existem sim professores com muita vontade de fazer a diferença em um país que esta devendo muito para as crianças em qualidade de ensino.

    ResponderExcluir
  138. NILZETE SANTOS PEGORETTI RGM:5651 2°PEDAGOGIA NOTURNO
    A educação no Brasil realmente esta passando por momentos precários, o qual o descaso acontece e nada e feito para que se mude está realidade. É preciso nós futuros educadores fazer a diferença com atitudes, pois tendo a consciência da situação que se encontra a educação é que vamos nos preparar para os desafios e mediar a nossas crianças o quanto as mesmas são importantes para termos um futuro melhor e consciente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com a colega Nilzete e acredito sim na mudança,mas para isso temos que ter esse pensamento positivo de fazer a diferença e ao invés de criticas temos que colocar a mão na massa ,para que nossas crianças tenha um futuro melhor e promissor.
      CINTIA LUCIA RGM:5872 3° pedagogia noturno

      Excluir
  139. Vocação, paixão, compromisso e outros atributos é o que um professor comprometido com a educação deve se propor para que esse problema possa começar ser solucionado.
    O professor tem papel fundamental na vida de uma criança,e com certeza se ele não existisse os pais teriam um comprometimento muito maior com seus filhos. Porém se ele não conseguir equilibrar as competências técnicas com as sociais, conhecer melhor os alunos e os processos de ensino e aprendizagem, e ao mesmo tempo entender a escola para transforma-los, todo esse processo não ira valer de nada.
    Adriana Costa RGM:6117 2º Pedagogia Matutino.

    ResponderExcluir
  140. Comênius criticava a educação no século XVII e em pleno século XXI essas criticas possuem caracteristicas contemporâneas, talvez por isso sua principal obra Didática Magna continua sendo referência para nós educadores uma obra atemporal. Isso significa que a educação progrediu pouco ou nada nesses últimos anos, principalmente se tratando de Brasil, em um ranking global divulgado a poucos dias coloca o Brasil na penúltima colocação em qualidade de ensino. Isso é mais um demonstrativo da péssima qualidade da nossa educação, cabe a nós educadores transpor essas precariedades e transmitir conhecimento da melhor forma possivel se preocupando com o problema e os cidadãos e o poder público tem que se preocupar com a problemática, valorizando os professores e principalmente os alunos, dando uma educação capaz de torna-los pessoas autonômas.

    Carla Andressa Martins RGM: 5794 2º Pedagogia Matutino.

    ResponderExcluir
  141. Para Cortella a situação que enfrentamos nos dias de hoje é fruto da desordem ocasionada no decorrer da história da educação. É preciso que nós como futuros pedagogos, além de educar, venhamos estimular a criticidade em cada criança, pois se faz necessário professores e escolas revolucionárias.
    Laís Passarelli Gonçalves RGM:5779 - 2º Pedagogia - Matutino

    ResponderExcluir
  142. Alexsandra 4º PED.A2 de dezembro de 2012 13:50

    Percebo pelos relatos lidos, que a maioria dos colegas acredita que o problema na educação brasileira possa ser solucionado, entretanto para acontecer melhorias significativas na educação as mudanças devem ser imediatas, por que se ficar somente no papel e na fala, infelizmente nada mudará. Cabe a nós futuros docentes contribuir para essas melhorias, sendo comprometido de ensinar e desenvolver um trabalho diferenciado partindo da realidade do aluno, devemos estar em constante processo de formação, sabendo que serão muitos os desafios mas, se escolhemos está profissão temos que fazer o melhor para formar uma sociedade critica porém reflexiva, para que o conhecimento se torne um aprendizado eficaz e assim proporcionar uma educação de qualidade para todos.

    ResponderExcluir
  143. Acredito que a Educação está em constante processo de mudanças, a escola de hoje não será a escola de amanhâ e graças a deus por isso, concordo com a filosofa Maria Helena Patto quando disse em sua visita a Suzano que a Educação” não é um fracasso, sim um programa como um processo de desenvolvimento e mudanças", sem os acontecimentos na educação e sociedade não teríamos um processo de evolução, sendo assim também é possível dizer que uma escola pública de qualidade é "fato uma opinião". A minha existência está ligada a mudança de sociedade e da história da educação não tem como eu não existir já sou um dado histórico.
    ANGELA MARIA RGM 5888

    ResponderExcluir
  144. Nos como futuro educadores n�o devemos deixarmos influenciar por qualquer pessimista,que n�o acredita na educa�o.Porque acho que a educa�o no Brasil ainda tem jeito, tem muitas escolas de qualidade,que visa realmente o bem estar dos educandos,o que realmente precisamos para acontecer boas mudan�as � de politicos que pensem no bem estar de cada cidad�os.
    TAYZA RHETUGYA RGM 5728

    ResponderExcluir
  145. Acredito sim em uma escola revolucionária, mas devemos deixar de produzir um ensino mecânico para que isso aconteça, devemos apresentar conteúdos que favoreça uma reflexão sobre a sociedade e que nossos alunos aprendam a ter a sua própria visão de mundo. A época de formar operários acabou, e já passou da hora de nos preocuparmos com os cidadãos que estamos formando.

    Renata Siqueira RGM 6121 - 2ºPedagogia - Matutino

    ResponderExcluir
  146. concordo com a Renata e acrescento, filosoficamente falar da educação e o que acontece com o sistema cheio de falha esta cada vez mais difícil . Portanto se não acreditarmos em mudanças urgentes o que restaria para os futuros educadores. Cortella é otimista não desanima frente ás adversidades. E nós o que estamos fazendo para que a mudança aconteça.

    ELIANA RGM 5491 4º LETRAS

    ResponderExcluir
  147. A mudança na educação é claro, necessita de uma atenção maior das autoridades, mas também acredito que ela começa com cada um de nós, com a nossa postura mediante aos alunos...
    Esse texto nos leva a uma reflexão acerca do quanto o Brasil ainda precisa evoluir para garantir uma educação de qualidade.


    Nicole Cristina da Costa RGM: 4775 6º letras

    ResponderExcluir
  148. Para ser um educador é necessário antes de tudo ter motivação e esperança, nada pode esta tão perdido, a esperança é que move o professor a lecionar a acreditar nos seus alunos e acreditar que pode formar cidadão crítico, autônomo e reflexivo, a maior dificuldade é que as pessoas acarretam uma grande responsabilidade a uma escola transformadora esquecendo que somos nós que a transformamos.
    Mas a outro fator influenciador é o grande meio de comunicação em massa o professor não é, mas a única fonte de conhecimento, mas talvez seja a ferramenta mais importante, porque cabe ao professor ajudar a seus alunos selecionar essas fontes e adquirir informação precisa e relevantE.

    VANESSA TORRES SLUPKO 2º SEMESTRE PEDAGOGIA

    ResponderExcluir
  149. O investimento deve ser feito na formação do docente, pois um docente que não se atualiza, não tem condições de fazer nenhuma mediação nenhuma aprendizagem ao seu aluno.

    ResponderExcluir
  150. Eu como futura educadora acredito em uma escola revolucionaria,mas e necessario mudanças tanto por parte das autoridades como dos professores deixando de ensinar mecanicamente dando espaço para os alunos expor suas ideias e tenham suas próprias reflexões sem serem intimidados.Para isso e necessário antes de tudo ter dedicação,motivação e esperança.

    Valéria de Jesus RGM:5668-2º Pedagogia Matutino

    ResponderExcluir
  151. Cristina Santos RGM 43515 de dezembro de 2012 06:22

    Concordo com a Tamires Bruna nos educadores temos um papel de extrema relevancia na escola de mediadores de conhecimento e por isso nos temos que acreditar em um futuro melhor para a educação, mas isso se inicia com a familia para que a escola e a familia acreditem numa escola melhor.

    ResponderExcluir
  152. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  153. Somos um pais diversificado e precisamos usar isso a favor da educação , precisamos deixar de ser alienados e deixarmos de seguir algo engessado, pois o mundo , o ser humano não é ingessado, precisamos inovar pois depende muito de nós educadores para que o mundo seja melhor.

    Luciana Aparecida Costa Takada, 5934, 2 pedagogia matutino.

    ResponderExcluir
  154. LEANDRA S. MORAIS RGM: 6107 2ºPEDAGOGIA/MATUTINO
    É justamente contra esse desânimo que devemos lutar.A esperança que nos move como futuros educadores deve partir da certeza que essa transformação necessária na educação se dará a partir do nosso comprometimento com os sonhos e o futuro de cada criança. Um trabalho realizado com dedicação, respeito e carinho vai transformar não só os nossos futuros cidadãos como terá o poder de chacoalhar os mornos que se acomodaram e desvalorizam a profissão com seu desinteresse.Por isso colegas devemos fazer a nossa parte e lutar por aquilo que acreditamos sem nos deixar contaminar, nosso exemplo será o modelo para tantos outros,e venceremos os desafios que perduram por tantos anos.

    ResponderExcluir
  155. Bruna Taís de S. Leite 4°Ped.A - 49915 de dezembro de 2012 17:30

    Nós futuras pedagogas, ja estamos iniciando com todas essas dificuldades, mais precisamos fazer a diferença; Mesmo que seja um trabalho de formiguinha, mais se cada uma de nós fizer sua parte, para pelo menos TENTAR mudar algo..concerteza já será válido. È necessario que trabalhemos com dedicação e paciencia, por que não está fácil a educação brasileira...precisamos de muuuita paciência, mais acredito que podemos mudar esta terrível situação da docencia! Basta lutarmos.

    ResponderExcluir
  156. ALIANI Teixeira Costa 4° Pedagogia B6 de dezembro de 2012 02:30

    A constatação do presente estado da educação no Brasil é muito triste, a política que está por trás não permite não permite que a educação se torne prioridade tornando muitas vezes o ensino uma fantasia com a falta de preparo acadêmico de alguns professores e com a inequadação do aluno em classe.
    Mas acredito possa mudar para melhor, mesmo com poucos comprometidos com a educação o precesso pode ser lento, portanto significativo.

    ResponderExcluir
  157. CAMILA WIECK LIMA, RGM:5831.2°PED. MATUTINO
    No Brasil, infelizmente a educação continua sendo um fracasso em muitas escolas. Acredito que devemos reclamar aos responsáveis para sempre tentar melhorar, porque a educação é fundamental para a formação da criança e do seu caráter, e com isso possa ser um cidadão digno. O Brasil não pode ser mudado, mas nós futuros pedagogos podemos fazer a diferença.
    "Educação não trasnforma o mundo.
    Educação muda pessoas.
    Pessoas tranformam o mundo."
    (Paulo Freire)

    ResponderExcluir
  158. DEISE SANTANA RGM 57386 de dezembro de 2012 07:07

    Concordo com a Camila
    A educação por ser fundamental para todo ser humano deve haver pedagogos que façam a diferença de forma que problemas e soluções devem ser levados as pessoas responsavéis para solucioná-lo.
    E nosso dever como futuros pedagogos e lutar pelo nosso direito e pela educação das crianças do nosso país.

    ResponderExcluir
  159. Hoje, a educação brasileira está uma catástrofe, e, tanto o Governo, como os professores e os pais são culpados disso.
    O Governo porque não fornece uma educação pública de qualidade, os professores que já não têm a vocação e o amor que deveriam ter e os pais, porque muitos não se preocupam nem em saber se seu filho está aprendendo.
    Temos que ter amor pelo ensinar e educar, porque essas crianças serão o futuro do país.
    Espero que um dia a educação no Brasil mude, mas os políticos têm que mudar primeiro porque o país precisa crescer e investir cada vez mais em educação, principalmente a educação pública, pois só assim teremos um futuro digno para todos.
    Tamiris Mª L. Ardachnikoff 2ª Ped Mat RGM 5727

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A educação para nós brasileiros ,só vai mudar no dia em que nos tivermos conciência que temos que tomar decisões ai então o resultado vira com anos para nossos docentes , e não cair na tradição da desmotivação que alguns professores deixam de herança. Maria Regina 5 ped.A rgm 5019

      Excluir
  160. Cristiane Souza dos Santos Pedagogia 4º ano A RGM: 49626 de dezembro de 2012 18:35

    A educação em nosso país só vai evoluir no dia em que nós brasileiros tivermos a consciência de colocarmos na frente das tomadas de decisões, no que diz respeito ao sistema de ensino das instituições brasileiras, um governo que esteja preocupado com o futuro de nossas crianças e certamente com desenvolvimento do país.Precisamos refletir sobre nossas ações e escolhas, para que não vinhemos sofrer pelas nossas imprudências resultado de uma má gestão. Portanto tá mas que evidente que está e sempre esteve em nossas mãos, a possibilidade de fazer o diferente na busca de mudar o que está imposto, sendo assim colocando uma gestão que saiba usar os recursos da receita tributária destinados a educação. Pois é na sala de aula que os recursos da educação se transformam em aprendizado.
    Contudo o Brasil não precisa gastar mais com educação, mas sim gastar de forma mais eficiente. Na questão dos professores hoje no Brasil não generalizando, tem uns que precisam reeducar suas ações e praticas pedagógicas no ambiente escolar, pois sabemos que o verdadeiro professor é aquele que acredita que toda criança possa aprender e trabalha duro para apresentar o currículo de forma que cada criança aprenda o conteúdo proposto. Esse é o papel fundamental de um profissional que gosta do que faz, comprometido em formar o cidadão para que ele posso ser inserido em uma sociedade justa e igualitária, enfim a educação é um direito á todos.

    ResponderExcluir
  161. ALIANI TEIXEIRA COSTA RGM: 5250 4º PED B7 de dezembro de 2012 02:22

    Vejo que a educação está desmotivada, a todo tempo um trasfere sua responsabilidade para o outro e sabemos que para dar certo é necessário o comprometimento de todos que estão diretamente ou indiretamente ligado a essa unidade de ensino.
    Aperfeiçoar escolas é um processo complexo, que envolve muitos
    agentes em diferentes níveis: sala de aula, escola, Delegacia Regional, órgãos centrais da Secretaria de Educação, prefeituras, Conselhos.
    Estes agentes, em todos os níveis, deveriam colaborar uns com os
    outros. Reformas em grande escala, nas quais as escolas e os
    professores são considerados exclusivamente como agentes executores
    de uma política com a qual não se identificam, têm resultado em
    fracasso.
    Isso deixa claro que a presença de uma liderança estimulante na escola é essencial para que uma inovação tenha êxito.

    ResponderExcluir
  162. Acredito que realmente a educação seja aquela a quem é atribuída culpa dos problemas da nação, entretanto não há como responsabiliza-la por todos os problemas do país, visto que a escola não é a única organização social, embora seja a mais importante e enquanto acredita-se no professor como realizador de milagres ou incapaz a situação educacional não muda e o que se reproduz é a desmotivação que perpassa as gerações de professores. felizmente novas concepções sobre o trabalho docente estão sendo criadas como a do otimismo crítico, que ao meu ver deve ser estimulada, além de adotada, para que os professores entendam que embora ajam dificuldades, elas podem ser superadas e que deve-se lançar olhar crítico até mesmo sobre os conteúdos que eles proporão em sala para tentar minimizar as acusações contra a educação, contudo para isso é necessário conscientizar-se que o resultado vem com os anos para que os novos docentes não deixem-se cair na tradição da desmotivação que os professores em função herdam e deixam de herança.

    ResponderExcluir
  163. Juliana Pires Assis, RGM: 5652.2°ped.matutino
    devemos destacar que a educação no brasil deveria ter uma ótima qualidade.
    A educação deveria ser primordial para o país, porque é a partir daí que é formado os cidadãos do futuro. Infelizmente os responsáveis pela educação não se importam tanto com a humanidade que esta por vir.Portanto, não podemos conseguir que o país melhore, mais nós futuros pedagogos podemos fazer a deferença.
    " É no problema da educação que assenta o grande segredo e aperfeiçoamento da humanidade"
    (Immanuel Kant)

    ResponderExcluir
  164. É fato que a educação vem perdendo seu valor,e como já foi dito isso não é problema de um e nem de outro,é um problema que engloba a todos.E para que haja mudança alguém tem que se manifestar e acredito que essa manifestação depende de nós,"futuros educadores".A educação exige os maiores cuidados,porque influi sobre toda a vida,não é transferir conhecimentos,é compartilhá-los.

    "A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe."
    Jean Piaget

    Melissa de A. Monteiro RGM: 6012
    2º Pedagogia - Matutino

    ResponderExcluir
  165. MADALENA ADRIANA FERREIRA DOS SANTOS 4°B PEDAGOGIA7 de dezembro de 2012 09:07

    Concordo com Aliani Teixeira,pois a educação do nosso país precisa urgentemente de pessoas que tenha comprometimento com a educação, os funcionários que fazem parte da educação precisa sempre procurar aprender a cada dia e portanto assim podemos mudar a história da educação do nosso país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MADALENA ADRIANA FERREIRA DOS SANTOS.RGM: 5337 4°B PED7 de dezembro de 2012 10:37

      de acordo com o texto do CORTELLA, relata os problemas da educação que vem sendo passado ano após ano, mas que com um trabalho sério essa concepção terá fim,mas para isso é preciso que todos acredite e faça sua parte, portanto a educação precisa de pessoas comprometida e que desperte em cada um o desejo de conhecer e de ter o conhecimento crítico.

      Excluir
  166. Concordo plenamente com você Beatriz,por isso e de suma importância o professor estar atendo a sua formação,ao adquirir conhecimento ele vai poder proporcionar aos alunos uma aprendizagem significativa leva-los a construir seu proprio conhecimento para isso o professor tem que aprender a aprender sempre ou seja um eterno aprendiz,e ser comprometido com o ato de ensinar.
    Queila Alonso rgm 5118.

    ResponderExcluir
  167. Concordo com a Queila temos que ser eternos aprendentes, pois aquele professor que parou de construir o conhecimento, habilidades e principalmente competências,não fará a diferença e a educação ficará do jeito que está, a criança não poderá mostrar o que aprendeu.
    Por uma educação para todos e com qualidade temos que trabalhar com os professores e alunos refletir como queremos que tudo melhore e na sociedade em fazer o melhor para todos e não só para alguns.
    Cristiane da Paixão, RGM:5009. 4º ped. A.

    ResponderExcluir
  168. Gleicelaine Alves Soares RGM: 4938 4° Ped A11 de dezembro de 2012 07:35

    A sociedade brasileira busca por uma educação de qualidade, o desafio de um sistema único de educação se radica no próprio desafio de uma superação da desigualdade.
    A escola é muito importante na preparação de cidadãos com melhor potencial, a importância da preparação da escola e do indivíduo para a autonomia pessoal como prerrogativa necessária em busca da qualidade da educação.
    O Brasil precisa investir em educação.

    ResponderExcluir
  169. Lilian B N Bizerra RGM: 5977 ped mat 2º sem

    Como futuros educadores devemos pensar que a educação tem boas qualidades e um bom futuro onde leva nós a pensar na mudança do ensino e também buscarmos a igualdade de todos e para todos

    ResponderExcluir
  170. Mairi A. Carvalho Santos rgm :5875 pedagogia11 de dezembro de 2012 15:01

    Comênius 1632,a sua fala se mostra totalmente atual para os dias de hoje.Nós como futuros educadores temos o dever de pelo menos tentar mudar esse ensino reprodutor de conhecimento e deixar florescer o dom que cada estudante possa ter,em prol do seu desenvolvimento,e não nos deixarmos influenciar pelo pessimismo que norteia alguns profissionais da educação.

    ResponderExcluir
  171. MARIA SAKON - 5339
    Não devemos como profissionais da educação deixar que nos façam de alvo, e para isso precisamos mostrar um bom trabalho por meio do aluno, por exemplo, conquistar o respeito dos pais que são um dos que mais criticam os professores.
    Concordo com a Madalena Adriana, com um trabalho sério essa concepção apresentada por Cortella terá fim, mas para isso é preciso que todos acreditem e façam sua parte, mas é preciso lembrar que a escola não é a única organização social. Sabemos que otimismo e olhar critico ajudam no progresso educacional o resultado vem com o tempo.

    ResponderExcluir
  172. Hoje a sociedade brasileira esta pedindo socorro, pois acontecem todos os dias absurdos como pessoas mortas inocentemente, roubos, violência e drogas. Estamos em guerra civil não declarada, onde as pessoas para fugir da realidade da vida acabam se tornando viciadas, causando assim um caos muito maior, pois são capazes de fazer mal ao próximo somente para se drogar, ou seja, fazem mal para as pessoas e para si mesmas.
    Para mudarmos está história precisamos formar melhor nossos educadores, afim que eles possam ensinar aos nossos alunos aquilo que os pais não estão tendo condições de ensinar, por causa da vida dura de miséria, não que eu queira tirar sua responsabilidade, mas acho que a escola tem que transmitir tudo o que os pais não estão tendo condições, nem financeiras nem psicológicas.

    ResponderExcluir
  173. Josi Helen RGM:5725

    A compreensão que temos do mundo, é que a paz, a tolerância, são valores que fazem parte da nossa vida, e em momentos passam por variaçôes que ampliam ou reduzem nossas perspectivas. O mesmo ocorre com relação à violência, à tolerância, à exclusão.

    ResponderExcluir
  174. Salete Aparecida Francisqueti dos Reis 4ºPED A RGM 5073
    Comênius estava e está certo. Cortella também. A educação e a escola são provedoras de conflitos. Conflitos sociais, coletivos, pessoais e individuais são componentes diários na rotina escolar. A escola recebe todos os tipos de indíviduos que a sociedade vai moldando; inclusive os educadores. Somos seres humanos cheios de conflitos, crenças, defeitos, passíveis de erros. Porém, somos, quando queremos, capazes de grandes feitos. Temos inúmeros exemplos de grandes educadores. E alguns até no anonimato; porque quem gosta do que faz, muitas vezes, o faz e vai embora para casa como se tivesse feito a coisa mais comum do mundo, porque para ele, só cumpriu com sua obrigação.
    No entanto, ele mal percebe o brilho de esperança que brotou em um olhar perdido no fundo da sala de aula e que vai mover para sempre a vida de um pequeno garoto!
    A realidade da educação escolar no Brasil e mesmo em outros países é, infelismente, díficil. O trabalho docente requer muito mais que simplesmente ministrar conteúdos curriculares. Requer estrátegias para lecionar valores, mediar relações e conflitos de convivência. Ou seja, ser professor, hoje, como em todos os tempos, passados ou futuros, é ser o mediador entre conhecimentos e pessoas, entre pessoas e pessoas e entre ele e as pessoas. Pra isso há que ser como um músico que para ser exímio em sua apresentação deve estudar e se preparar muito, além de conhecer bem seu instrumento.
    NÓS, PESSOAS, fazemos a educação acontecer. Falar dos problemas, dificuldades e desafios será sempre dizer do que falta para a melhora deste serviço primordial para a construção da autonomia e da vida social do cidadão. Acreditar que é possível melhorar a qualidade da educação para que ela cumpra seu papel social deve ser prioridade para quem quer trabalhar nessa área. Como aquele professor que dá sua aula da melhor forma possível, porque antes de tudo, ele vê o ser humano que já vêm com seus conflitos internos e que precisa ter alguma coisa em que se agarrar para continuar acreditanddo na vida; tenhamos nós a certeza de que,devemos fazer a nossa parte e lutar para que TODOS tenham direito não só a educação acadêmica, mas a felicidade. E felicidade se conquista com respeito e dignidade. E que quando fecharmos a porta da sala de aula e irmos para casa possamos levar na consciência a certeza do dever cumprido. É isso que nos compete. Estamos preparados????

    ResponderExcluir
  175. Dayane mazieiro 4° pedagogia B9 de janeiro de 2013 06:40

    Acredito que devemos para de pensar nos problemas que temos na educação, e devemos focar e acreditar que podemos mudar esses problemas, pois se uma pessoa fizer o que é certo e acreditar naquilo que faz, essa pessoa vai mudar um pouco dessa educação que todos criticam. Assim se todos nós futuros pedagogos pensar desta maneira e fizer algo para mudar essa situação, vamos então, se diferenciar entre os pontos negativos.
    Então vamos conseguir melhorar um pouco que seja a nossa EDUCAÇÃO!

    ResponderExcluir
  176. Camila Romanoswki dos Reis 4°pedagogia B
    Para a educação melhorar temos que nao ser pessoas que ficam lamentando o passado e sim pessoas que plantam no presente para colher uma boa educação no futuro.

    ResponderExcluir
  177. Luciano Gomes 529922 de janeiro de 2013 12:12

    Não sei se isso acontece só com o brasil mas é incrível como aqui nesse pais gostamos de dar nome a qualquer coisa.Eu acredito que o papel do professor nesse processo é de participar das atividades da comunidade que sua escola esta inserida com a pretensão de incentivar essa comunidade a ter objetivos, sonhar sonhos possíveis e colaborar com o crescimento de sua comunidade e pelo menos de seu município.

    ResponderExcluir
  178. Concordo com as meninas do 4ºped A,na afirmação que os professores tem a cada dia que se aprofundar em conhecimentos especificos ,cientificos e cuturais ,para oferecer o melhor de si quando estiver em sala de aula frente com alunos que são o futuro lindo ,mais que depende de bons profissionais da area da educação nessa construção do conhecimento.
    A escola somos nós o que realmete fazemos e criamos é o planejar consciente dos conteúdos que devem ser desenvolvidos no espaço escolar,o fazer do professor na sala de aula é para além do senso comum é senso cientifico mais o senso comum é o método construtivista mais o método tradicional.
    Quando Comênius coloca sua proposta estava e está certo, Cortella também. A educação e a escola são provedoras de conflitos. Conflitos sociais, coletivos, pessoais e individuais são componentes diários na rotina escolar. A escola recebe todos os tipos de indíviduos que a sociedade vai moldando; inclusive os educadores. Somos seres humanos cheios de conflitos, crenças, defeitos, passíveis de erros. Porém, somos, quando queremos, capazes de grandes feitos.
    Os professores já atuando e os futuros que irá lecionar fica a reflexão somos o que criamos e se não criamos não podemos dizer que somos ou que seremos ,o fazer sem o pedir é o realizar mais lindo e pleno,a criação é a divina realização de dizer posso realizar não pelo poder de produzir mais fazer o que tenho capacidade de criar,a criação transforma e modifica a cutura do ambiente em que estamos!

    DAYZUNAI CASSIANA RODRIGUES DE ALMEIDA 4ºPED A

    ResponderExcluir
  179. Aline Turquett RGM 5441 4° Pedagogia B

    Se queremos mesmo mudar a educação dos nossos alunos devemos começar a mudar por nós mesmos quanto futuros pedagogos, os professores tem uma grande responsabilidade em educar e ensinar os pequenos que serão o nosso futuro, temos que focar na educação como um todo, na aprendizagem e nos valores que eles aprendem na escola só assim conseguiremos ver as mudanças que

    ResponderExcluir
  180. Nisleine Ascenção RGM: 5247 4ºB Pedagogia30 de janeiro de 2013 08:37

    Acredito que a educação no Brasil esteja realmente precária, no entanto, a culpa não cabe apenas a um único responsável.
    Todos nós cidadãos somos responsáveis pela educação em nosso país cada indivíduo deveria estar ciente sobre a educação de seus filhos, até mesmo ao votar quando elegemos as pessoas que vão governar nosso país.
    Acredito sim que haja professores que tenham vontade de mudar a situação da educação, mas só conseguiremos ver mudança, a partir do momento em que nossos governantes parar de desviar dinheiro que deveriam ser aplicados nas escolas, em vários lugares podemos observar a situação precária das escolas, ou seja, como melhorar a educação?? se nem mesmo as crianças podem ter um lugar digno para se desenvolver como cidadão e como ser humano. Observamos em noticiários a violência nas escolas, a falta de segurança e o descaso com nossas crianças.
    Cabe a cada um de nós lutarmos para que haja melhoria na nossa educação se cada um fizer sua parte, principalmente nós educadores que estamos a frente em nossas salas de aula é nosso dever iniciar a mudança, assim com certeza mudaremos a situação da educação em nosso país.

    ResponderExcluir
  181. Alessandra Ribeiro da Silva RGM 5324 4ºB Pedagogia

    Muito se fala sobre os problemas na Educação e que eles vem seguindo ano após ano. Concordo que isso vem ocorrendo sim e que é preciso lutar para que as mudanças aconteçam. Na verdade o governo tem sua parcela de culpa, mas é necessário que se levantem profissionais comprometidos com a Educação que não apenas lamentam pelos problemas, mas que busquem ser a solução para muito deles. Claro que não resolveremos tudo, porém acho que podemos começar pelas coisas simples e quem sabe muito em breve alcançar a solução de problemas maiores que muitas vezes estão ao nosso alcance o iniciar dessas mudanças.
    Para muitos é cômodo nada fazer e colocar a culpa no governo ou quem quer que seja, mas ir a luta para gerar um futuro melhor na Educação não há muita disposição e, no entanto, tudo se repete ano após ano, infelizmente.

    ResponderExcluir
  182. Patricia Milani 3ºA Pedagogia.

    Realmente a educação precisa de mudanças, e uma delas também deve partir das próprias pessoas que pensam que o papel do professor é simples, chegar em sala passar lições, dar "aulas" e pronto. Sabemos que a realidade vai muito além disso, pois em nossas mãos esta a responsabilidade de formar cidadãos(a) para um futuro em sociedade, e a visão de educação deve ser vista de forma mais ampla, positiva.

    ResponderExcluir
  183. Franciele Nery Peixoto RGM: 5684 3ºLET

    O nosso país enfrenta um problema muito sério de administração. Nossos governantes ainda não perceberam que a educação é a base de formação de todo cidadão. Um ensino precário, a falta de interesse e a má conservação das instituições públicas de ensino não ajudam em nada. Cabe a nós, futuros professores, a missão de mudar essa realidade. Acredito que nada funciona bem sem MOTIVAÇÃO, e no ensino hoje, tanto os alunos quanto professores precisam de motivação.

    ResponderExcluir
  184. Lucinéia Gomes dos Santos RGM 5277 4ºB Pedagogia.

    Com base no texto e depoimentos lidos, concordo quando relatam que nó futuros docentes devemos fazer a diferença e não ficar só no papel ou na fala, devemos sim ´ser excelentes mediadores, estimular a curiosidade saber ouvir seus alunos para que possa conhecer a realidade de cada um ,concordo também quando falam todos nós cidadãos somos responsáveis pela educação,os pais a comunidade devem sim participar da educação dos seus filhos, se educarem também, saber de seus direitos e de seus filhos pois todos nós temos direito de uma boa educação. mas para isso devemos lutar juntos.Já pervcebemos que não podemos ficar esperando atitudes dos políticos governantes, devemos nós fazer a diferença, por que dentro da sala de aula somos nós que os alunos vão se espelhar, é uma caminhada longa mas não podemos perder a esperança e nem a motivação.

    ResponderExcluir
  185. Ioná Cocenzo RGM: 5625 3º PED A9 de abril de 2013 07:20

    Na verdade a muitos problemas na educação, então cabe a nos como futuros professores e educadores mudarmos esse quadro.Claro que não podemos resolver tudo, mas podemos começar pelas coisas simples,podendo alcançar uma solução no futuro,esforçando-nospara obter a conciêntização dos alunos.

    ResponderExcluir
  186. Com a política que temos fica muito difícil termos educação com qualidade, pois nossos politico diz que se importam com a educação, mas sabemos que nem tanto assim. E nós educadores temos a obrigação de lutarmos por uma educação com qualidade e com direitos iguais, sem desigualdade social. Temos a necessidade de igualar a educação, independente da região, da classe social e da sua cor. Todos temos direitos à educação com qualidade, de uma política justa e professores motivados para que isso aconteça de verdade.
    GIANE YUKIE KAMATA - PED 5A (NOTURNO)

    ResponderExcluir
  187. A escola mudou muito, a sociedade mais ainda e com os professores tem que buscar novas estratégias.E temos que acreditar que é possível mudar a Educação.
    Fatima Rodrigues Ped.5A RGM 4966

    ResponderExcluir